0

Foto: 21/06/2017.

Depoimento de um Guerreiro - As Ações Umbralinas


Saudações da Luz, Queridas Águias!

Ultimamente tenho direcionado meu foco no desenvolvimento das etapas que ocorrem após o despertar da consciência, que foi o meu direcionamento neste Blog nos últimos 5 anos. Para isto são necessárias mudanças na forma de realizar as metas.

Enfrentar a oposição à Luz tornou-se uma rotina diária. A Treva não dá descanso nem um momento sequer. Se der um pequeno cochilo, lá vêm eles!

Se em janeiro de 2013, quando me mudei para a cidade de Águas Lindas de Goiás, alcancei uma série de conquistas (o que incluía saldo na conta bancária, créditos e o nome limpo na praça), terminei o ano de 2016 da forma mais devastadora que um servidor da Luz poderia imaginar.

As perdas foram imensas, mas também se transformaram em grandes lições de vida. Assim é a vida de um guerreiro da Luz e busco no sorriso amenizar as dores que sinto a cada pancada que levo, este é o maior escudo... E esta foi à recomendação da minha mentora espiritual: Sorrir sempre.

Mas os danos materiais, morais e até financeiros não foram de fato as questões que martelaram minha cabeça neste período (pois isto sempre tem sido parte da minha vida nesta jornada espiritual). Minha atenção tem sido direcionada aos cuidados com a saúde e as condições físicas, afinal um guerreiro precisa estar sempre pronto para as batalhas.

E este ponto tem sido um dos alvos constantes das ações umbralinas. E a metodologia mais empregada tem sido o uso constante de “cavalinhos” (termo que uso para denominar a forma utilizada pelos magos negros de ocupar a consciência de uma pessoa ainda adormecida espiritualmente) e manipulá-las para realizarem determinadas ações malignas.

Para prosseguir na missão crística tenho recebido o apoio e a proteção direta do Comando Ashtar. Desde a Escolta das Bolhas de Luz, Sondas e Naves até a ação da Enfermaria do próprio Comando Ashtar em procedimentos emergenciais de atendimento, intervenção e cirurgias espirituais. Junto ao Comando Ashtar conto também com a ajuda e amparo direto do Povo de Aruanda.

Estas ações divinas têm impedido a ocorrência de danos irremediáveis no meu corpo em várias ocasiões e em muitos acidentes que passei. Aliás, nenhum acidente foi acidente, mas o que chamo de ataques espirituais das forças negativas. Os alarmes soaram em todos os casos, o que evitou que elas fossem bem sucedidas.

Foi assim, nos eventos que marcaram muito a minha vida e a da Corujinha.

Em setembro de 2015, logo após o desligamento de um membro da GM recebi um dos mais graves ataques como represália. Na volta da Secretaria de Educação para a Escola onde trabalhava, quando vinha andando de bicicleta pela avenida, do nada outra bicicleta veio em sentido contrário e se jogou bem na minha frente... A colisão foi inevitável.

Como eu estava correndo por estar atrasado para o almoço, o impacto foi forte. Fui jogado por cima da minha bicicleta e cai por cima das duas, a potência do choque foi tão intensa que quase partiu a minha coluna, ocasionando fissuras em três vértebras.

Consegui com muito esforço me levantar bem devagar, enquanto sentia um formigamento subindo pelas pernas começar a paralisar todo o meu corpo. Neste momento, uma voz soou no meu ouvido de forma bem clara e firme:

- Não se mexa guerreiro, pare!

Neste instante reconheci a voz de uma comandante da Enfermaria do Comando Ashtar. Parei o movimento instantaneamente. Fiquei meio curvado apoiado na bicicleta que já estava levantada. Comecei a respirar levemente, pois reconheci o perigo iminente.

Em volta percebi com a minha visão interna, a presença da Legião de Azul em ação, fazendo capturas na rua. A coisa estava feia. Houve uma rápida batalha ali mesmo, naquele lugar. Mas os Falangeiros do Arcanjo Miguel rapidamente tomaram conta da situação. Na verdade, eu não podia fazer nada, já estava imobilizado e sentia como se uma UTI tivesse sido instalada na rua.

Quinze minutos depois, a voz soou novamente:

- Guerreiro, bem devagar mova a cabeça de um lado para o outro lentamente, por favor...

- Ok.

- Se sentir qualquer dor avisa, ok?

- Ok.

Depois segui as orientações como, por exemplo, verificar se sentia os dedos dos pés e o caminho até as mãos, enquanto aguardavas novas instruções. Assim que o check-up foi concluído, me liberaram para retornar à escola com a recomendação de voltar para casa e repousar. Em seguida deveria ir ao hospital consultar um ortopedista, pois segundo os médicos do Comando Ashtar, o acidente tinha sido sério e grave.

Na escola passei mal devido às dores e pedi dispensa. Voltei para casa e fiquei deitado, mas no dia seguinte contrariando a recomendação da comandante da Enfermaria do Comando Ashtar, fui trabalhar. As dores foram intensas e, quando não suportava mais, novamente pedi outra dispensa do serviço. Em casa, não conseguia mais me mexer e fiquei estendido no colchonete que havia na sala.

Foto: Setembro/2015
Passei mal a noite inteira e não consegui dormir. A dor estava dilacerante. Na manhã seguinte, um sábado, decidi procurar um hospital. Tinha somente 20 reais no bolso, caminhei dois quilômetros a pé debaixo de um sol ardente até o hospital da cidade de Águas Lindas de Goiás. 

Não tinha ortopedista e então fui para o Hospital de Base de Brasília. A viagem de ônibus foi um tormento em cada quebra mola, buracos, curvas, paradas bruscas e freadas. Desci na Rodoviária e fui a pé até o hospital. Saí de lá engessado.

Hematomas na testa mas com sorriso no rosto, um
aprendizado que tive com a minha Mentora Mestra Nada.
Fiquei por 60 dias inativo. Até minhas férias foram consumidas durante a licença médica. Sozinho em casa, não podia nem pegar uma vassoura para limpar a casa, por ordem do ortopedista. Imagina então ter que fazer uma refeição. Ficava até 3 dias somente comendo lanche. Foi nesta situação que a Corujinha tomou ciência da minha situação, a me ver pela primeira vez através do Skype. Chorou.

Em novembro, a Corujinha desembarcou em Brasília.

Foram dois meses mágicos. Mas já no Natal começaram os ataques. De janeiro a dezembro de 2016, aconteceu de tudo. Tivemos perdas de equipamentos que usava na missão, dois computadores, um carro, além de tentativas de assalto na rua, tentativas de invasão na casa que morávamos por 3 meses consecutivos, além das ondas de difamação e calúnia na rede social eram conflitos generalizados de toda a ordem que culminaram em intensos prejuízos financeiros e materiais. Ainda em fevereiro de 2016, tive outro acidente na escola que danificou ainda mais a minha coluna, passei mais dois meses de licença médica.

E na mudança para Barra do Garças sofremos um acidente grave, o carro  atravessou a pista, passou por árvores, matos e barranco. A ação imediata do Comando Ashtar evitou o capotamento. Saímos quase ilesos, o carro ficou amassado e a Corujinha teve o nariz fraturado, estávamos a apenas a 80 km da cidade.

Os casos ocorridos em novembro de 2016 deixaram a Corujinha de cama por quase 4 meses. Mesmo assim, ela tentou se superar. Cumpriu sua programação e atingiu as metas, mas os resultados não vieram. Foi no mês de janeiro que a Corujinha quase desencarnou após um ataque umbralino de tal magnitude que quase destruiu seu corpo astral, mas a intervenção direta da Mãe Divina e do Comando Ashtar novamente nos ajudou. Ficou dias internada na Enfermaria do Comando, enquanto medidas e ações terrenas eram tomadas para recuperar o seu corpo físico.

Somente em março ela conseguiu contemplar o sol durante um passeio na cidade pela primeira vez no ano. Depois desta série de acontecimentos resolvemos prosseguir com mais determinação e coragem. Foi também decisivo o reencontro promovido pelo Pai Micah entre nós e os dirigentes da Tenda de Umbanda. Isto promoveria o crescimento e a expansão do Plano Divino e também nos proporcionaria uma maior proteção física frente aos ataques umbralinos.

E tem sido a ação dos guias espirituais desta Tenda que se uniram aos nossos Guardiães, aqui do NA, que potencializou as defesas contra as investidas dos magos negros que atuam diretamente contra a implantação do Plano Divino na Terra. E tomamos a ciência desta ação contra nós, quando um deles me revelou:

- Enquanto você e a Coruja Branca estiverem nesta missão, vão receber os nossos ataques. Fique certo disso! A nossa missão é impedir vocês de realizarem este Plano. Sei que você entende o que digo!

Desde então, o reforço no NA aumentou consideravelmente, a verdade é que logo que iniciamos as atividades das Lives no Facebook, tivemos vários transtornos antes, durante e após as transmissões. Tanto os Exus da Tenda quanto os do NA tem atuado continuamente na contenção destas forças anticrísticas.

Até o nosso gatinho Charles foi vítima de um destes ataques no mês passado. Foi levado ao veterinário às pressas com problema renal mas não passou por uma cirurgia pois a Enfermaria do Comando Ashtar também atuou no caso dele. A atuação física também foi necessária, mas apesar da conta salgada conseguimos parcelar mesmo não tendo cartão de crédito.

Numa sucessão de ataques diários, a Corujinha foi continuamente alvo das ações magísticas dos magos negros, desgastando sua energia e deixando-a de cama várias vezes. Conforme estes ataques surgiam, o Povo de Aruanda e o Comando Ashtar atuavam no Umbral na contenção e prisão destes seres trevosos.

Os Falangeiros do Arcanjo Miguel estavam 24 horas em ações nos reinos inferiores, enfrentando combates corpo a corpo. As baixas que ocorriam eram encaminhadas imediatamente ao ECA, onde recebiam os atendimentos espirituais e cirúrgicos. O último que foi abatido e nos preocupou muito foi o Exu Caveira (que gravou um vídeo conosco) e a Corujinha atuou rapidamente no seu resgate junto com o Povo de Aruanda.

O caso do Exu Caveira foi grave, ele tinha ido atrás do responsável pelo ataque que vitimou a gatinha Ariel. Ao encontrar o responsável houve um intenso confronto entre ele e o mago negro, que foi capturado mas o Exu Caveira ficou muito ferido.

A dor da Corujinha com a perda da Ariel na sexta-feira passada, a deixou extremamente abatida e com um sofrimento profundo na alma e coração. E assim uma nova onda de ataques ocorreu, pois com o sofrimento pela morte da nossa filhinha, naturalmente baixamos a vibração e eis que fui surpreendido durante uma tarefa doméstica.
Assim, no domingo, ao me virar senti um forte impacto nas costas na altura do quadril. Cai imediatamente enquanto ouvi um estalo na coluna. A Corujinha que estava ao meu lado me segurou... estava a ponto de desmaiar. Esta ação ocasionou um esforço além do que ela podia suportar, pois também tem problemas na coluna, tendo passado inclusive por cirurgia após ficar dois meses sem andar em 2012... E eis que novamente, isto também impactou a sua saúde.

Ficamos os dois na cama, estatelados enquanto o ECA promovia os primeiros atendimentos de emergência. Depois de algumas horas, a Corujinha se refez e recebi a recomendação de ir ao hospital receber o atendimento necessário diante da dor que sentia no corpo físico. O dano maior foi evitado com a intervenção cirúrgica espiritual executada pelo Comando Ashtar.

E nesta segunda-feira madrugada, o Exu Sete Covas se manifestou para os responsáveis da Tenda Umbandista, acordando o médium às 5 horas da manhã para que nos auxiliasse, pois corríamos risco. Contou que havíamos recebido um ataque e estávamos necessitando de ajuda imediata. Eles realizaram ações de combate e aprisionamento e ainda naquela tarde, o sacerdote de umbanda nos avisou que viria ao NA a pedido do Exu Sete Covas para iniciar uma limpeza energética e um procedimento de cura espiritual.

Devido ao fato de não ter conseguido comprar o medicamento para a dor devido ao alto custo, fiquei impossibilitado de fazer a Live na terça-feira, pois não consigo ficar nem 10 minutos sentado devido à forte dor na coluna. Estamos aguardando o parecer da Promotoria (Ministério Público) para verificar se o medicamento Tramal 100mg será liberado (60 cápsulas custam quase R$ 600,00), visto que não consta na lista do Ministério da Saúde de medicamentos que são fornecidos pelo SUS.

É fundamental frisar que desde que iniciamos as Lives, não temos um dia de paz, sem que uma onda de ataques por parte dos magos negros não ocorra. Para mim e para a Corujinha isso tem um significado imenso, pois sinaliza que estamos no caminho correto de levar a Luz por este meio de divulgação. E tem sido isso que nos motiva a prosseguir.

E tem sido através das Lives que as mensagens inspiradoras têm chegado até nós de pessoas que estão nos acompanhando. Já tivemos casos de pessoas que receberam orientações em centros espíritas que não conhecemos, mas que a entidade orientou a “entrar em contato com o Shima para trabalhar com ele” (isto mesmo, a entidade citou meu nome!).

Há outros casos que fiquei sabendo que meu nome foi citado durante canalizações, como no exemplo abaixo:

Ashtar enquanto me preparava para fazer este texto, me intuiu procurar por um artigo de uma pessoa aqui encarnada que trabalha também com ele e que já havia escrito sobre isso, e tido a coragem de publicar contrariando todos os outros escritos que dizem ser Mãe Maria, a Mestra Nada.

Vou publicar aqui…por que é muito emocionante. Tudo que ele, Ashtar me relembrou em informações, durante este mês, ele próprio me deu meios de confirmar depois, aqui mesmo na Terra, em vigília, com um outro trabalhador da equipe que recebeu a visita de Madalena em sonhos e publicou sobre isso.

O artigo se chama: “Minha Vivencia do Conselho Cármico” e quem escreveu foi Ernesto Shima. Ele descreve encontros astrais de que se lembra, em que esteve nas reuniões astrais que estão ocorrendo neste período da transição. Ja comentei aqui neste perfil algumas vezes sobre estas reuniões. Leiam:

(...)

Lindo não? Canal puro. Ele prestou atenção nas energias e não no que dizia sua mente lógica.

O que os mentores dizem ser canal puro? Sem ideias pré-concebidas. Não se inundou de informações, ou se o fez, não as assimilou, exercitando o poder sobre a mente de mantê-la aberta as novas informações. Quando damos o que já sabemos como certo, o único certo que existe, estamos negando todas as outras possibilidades que aquilo possa ser e vir a se tornar. Nos fechamos.

E é o que aconteceu com todos os médiuns que receberam a informação de que seria Mãe Maria e não Maria Madalena a Mestra Nada. Por que ao ouvir em sua mente a menção do nome Maria, imediatamente, com ideias fixadas, que já cultuavam talvez sem se dar conta, fizeram a ligação com o ser de luz errado.

E isso amados, é muito normal ocorrer enquanto encarnados. 

Normalíssimo. O bonito disso tudo é a humildade de reconhecer o erro, e corrigi-lo. Sem teimar ou persistir nele, por simples orgulho. Tai o teste a todos.”

(Sobre Maria Madalena - Paula De Paula Costa).


Além do fato aqui mencionado, há também os fatos comprovados pelas minhas publicações desde o ano de 2012, quando entrei na contramão dos assuntos relacionados ao fim do mundo em dezembro daquele ano. 

Depois disso, somente o blog Caminhando com o Mestre continuou postando mensagens canalizadas condizentes com a realidade planetária. Foi quando iniciei a contagem do “Ano I da Nova Era”, nomenclatura que hoje é utilizada em muitas canalizações divulgadas nos núcleos dos Trabalhadores da Luz.

Este fato foi marcante no primeiro trimestre do ano de 2013, quando todos os canais silenciaram, mas eu continuava postando novas mensagens canalizadas aqui no blog Caminhando com o Mestre. Só a partir do segundo trimestre de 2013 que começaram a surgir mensagens e canalizações que abordavam os mesmos assuntos que eu já publicava.

Inúmeros assuntos que estão sendo divulgados neste ano em vários blogs e sites de trabalhadores da Luz já foram temas de artigos que publiquei neste Blog durante todo o decorrer do ano passado e inclusive de canalizações em que relatei o que ocorria “em tempo real” por todo o planeta, bem como o processo de limpeza e reurbanização umbralina. Inclusive o fato da transição planetária já ter se encerrado, sendo agora o momento da transmigração de almas para outros orbes. E tem sido assim, nos últimos cinco anos.

A nossa alegria hoje é poder compartilhar com vocês o conhecimento sobre os tempos vindouros e poder trazer à luz da verdade o que ficou oculto sobre a humanidade... com revelações sobre as Operações Resgate que tem sido promovidas pelo Comando Ashtar em nosso orbe terrestre nos últimos séculos.

Desta forma esperamos cumprir a nossa missão crística de acordo com a Vontade de Deus e a Ordem Divina, conforme é o desejo de nossos mestres, mentores e guias espirituais.

Assim é.

Gratidão, Corujinha!

Em Luz e Amor,
Shima.

Namastê.

(*) Minha gratidão pessoal a todos vocês que me enviaram mensagens de apoio e carinho! Amo vocês... beijos no coração!!!

Postar um comentário

 
Top