0


Saudações da Luz, Queridas Aguias!

Nesta segunda-feira, retornei de uma viagem à cidade de Água Boa, MT, cumprindo as recomendações de nossos mestres, mentores e guias espirituais. Esta peregrinação espiritual complementa os estágios anteriores ocorridos durante as visitas às cidades mato-grossenses de Nova Xavantina e Campinápolis.

Na companhia de amigos, junto com a Corujinha, temos realizado estas etapas que estão relacionadas ao processo da expansão da Luz por toda a região da Serra do Roncador, onde vem ocorrendo uma limpeza energética em todos os pontos sagrados estabelecidos pela Hierarquia Espiritual da Terra.

Além destas viagens, houve a oportunidade de conhecer algumas fazendas da região, algo que vem nos surpreendendo muito ultimamente, já que estamos à procura dos futuros sítios, onde serão instaladas as comunidades que farão parte do projeto estabelecido pela GFH.

E a maior alegria tem sido o crescimento das novas amizades que vem surgindo nesta nova caminhada.

Mesmo que os ataques contra a missão crística venha ocorrendo com mais intensidade, também tem sido perceptível o crescimento da atuação das forças crísticas na contenção do mal, principalmente com a atuação direta e cada vez mais constante dos Falangeiros do Arcanjo Miguel conhecidos como Exus Guardiões.

E hoje quero compartilhar uma ação recente destes nossos grandes amigos da luz. Como comentei na live* que fiz no Facebook na última terça-feira, a Ariel foi morta pela ação de um mago negro que tinha por objetivo atacar a Corujinha, mas ao não conseguir levou a Ariel... O que ele não contava era a reação do Exu Caveira, este Exu Guardião que é um dos responsáveis pela segurança aqui do NA.

Logo após a morte da Ariel, o Exu Caveira foi atrás deste mago negro e somente algumas horas depois conseguimos contato com ele, quando o chamamos, apenas respondeu: “Estou em combate!” e silenciou. Minutos depois, a Corujinha conseguiu localizá-lo, foi quando ele comentou que tinha feito a captura, mas estava ferido.

A partir daí começou uma série de investigações, onde o CAD começou a atuar diretamente. O ataque que parecia ser algo pessoal tomou proporções inimagináveis, pois começou a desvendar um plano maligno que há muito tempo tentávamos descobrir, mas nunca foi possível pelas tramas ardilosas e o envolvimento de várias forças negativas de alta periculosidade que atuavam através de artimanhas e camuflagens.

Ao longo das investigações promovidas pelo Comando Ashtar, o CAD passou a fazer uma série de mergulhos nos reinos inferiores em busca de responsáveis pelos ataques contra o NA e também contra outras comunidades aqui da Região da Serra do Roncador que visavam na verdade, a destruição do Plano Divino.

Desde que o Exu Caveira foi ferido, organizamos uma ação do CAD com o apoio direto destes Falangeiros do Arcanjo Miguel para a imersão em reinos cada vez mais profundos e perigosos. Era visível as ações dos Exus que não mediram esforços, agindo frente aos combates corpo a corpo com os magos negros e suas falanges trevosas.

As batalhas eram intensas, violentas e aguerridas. Os dois lados das forças entravam em confronto assim que eram descobertos. Os ataques contra a nossa descida eram imediatamente contidos por esses guerreiros incríveis, que não deixavam nem uma sombra sequer se aproximar de nós. Muitos eram feridos sendo imediatamente levados à nossa Enfermaria enquanto os outros prosseguiam firmes na proteção, descendo juntos, lado a lado.

O Exu Caveira permaneceu por três dias internado recebendo tratamento e cuidados especiais. Acompanhei pessoalmente a sua recuperação até que retornasse ao NA. É dele também uma das mensagens que comenta sobre os “Desafios do Ego – A Mente”, na qual proporciona uma maior compreensão sobre nós mesmos.

Desafios do Ego – A Mente


Esta mensagem nos deu uma imensa ajuda na época em que foi publicada, pois a onda negativa da difamação e calúnia corria solta na rede social contra os trabalhos da Corujinha. Nesta guerra aberta contra a GM, promovidas por ex-águias que se aliaram aos trevosos, as contenções somente foram possíveis pelas ações diretas dos Exus Guardiães. As batalhas eram diárias dentro e em torno do NA.

Sob o comando direto do Sr. Exu Tranca Rua das Almas, os Exus eram destacados em pontos estratégicos na nossa proteção. Desde os guerreiros que faziam a segurança do anel externo até os especialistas em ações magísticas contra os ataques dos magos negros, destacando-se nesta frente, o Exu Caveira e o Zé Pilintra. A Pombagira Maria Padilha comandava outras frentes já que a maioria dos ataques era perpetrada através de energia feminina.

Tornou-se um hábito lá em Águas Lindas de Goiás, ficar sentado na varanda ou na garagem e passar horas conversando com eles, onde tínhamos a oportunidade de ter grande aprendizado sobre como se defender e se proteger das ações oriundas do uso de magia negra. Até o combate corpo a corpo com  espadas foi algo revelador, cujas lições são inestimáveis quando se assiste aos confrontos entre os Mestres da Luz e os da Treva. E como de costume, o Exu Caveira mostrou-se um exímio espadachim.

Já em Barra do Garças, o Exu Caveira criou uma nova estratégia na proteção do NA, incluindo uma onça que encontrou na Serra Azul e vivia em uma das fendas. Era divino ver estes dois seres sentados lá em cima, observando a região e o bairro. E quando a Ariel veio viver no NA, os dois caminhavam juntos. Qualquer sinal de perigo contra Ariel ou um de nossos gatinhos, o Exu Caveira corria para assegurar a proteção. Quando o perigo era físico, o Exu caveira imediatamente se manifestava e nos alertava para cuidar deles.

No dia fatal que vitimou a Ariel, o Exu Caveira estava em batalha, combatendo uma falange de trevosos que tentou invadir o NA. Por isto, não foi possível chegar a tempo de protegê-la. Num combate corpo a corpo não se pode distrair ou desviar a atenção. Não foi possível salvá-la... ao vê-la sem vida, não pensou noutra coisa senão ir atrás daquele que a atacou. O resgate da Ariel no astral foi feita pela Mestra Nada que a retirou antes de ser capturada, levando-a em segurança.

O sentimento do Exu Caveira quando retornou ao NA após o seu restabelecimento foi comovente. Muito se emocionou, era perceptível seu profundo sentimento com a perda da Ariel. Respondi a ele que eu sabia que realmente não tinha sido possível evitar, já que também eu tinha falhado ao não atender as recomendações do comandante Ashtar sobre a troca da areia feita na manhã daquele dia, que foi agitado e cheio de compromissos. O meu esquecimento também contribuiu para a tragédia.

A captura do mago negro feita pelo Exu Caveira permitiu desvendar uma série acontecimentos ocultos sobre as fontes de ataque contra a Grande Missão, o Plano Divino e também sobre as perdas de vários Portais de Luz, incluindo um dos principais que havia em Portugal. Com estas descobertas iniciou-se a investigação através do Grande Conselho Cósmico e Universal.

O ataque contra dois comandantes estelares após o resgate e a consagração do Portal de Luz de Fátima, desencadeou outra surpreendente descoberta e a partir deste ponto, o caso Ariel tomou proporções que ultrapassaram os limites deste Universo Manifestado.

Olho para o lado e digo ao Exu Caveira:

- É meu irmão, agora vamos para as estrelas!

Ele sorri e diz:

- Vamo que vamo!

Em Luz e Amor,
Paz na Terra!
Shima.
Namastê.

*Na live realizada na terça-feira dia 27/06/2017 foi abordado o assunto sobre a realidade dos Exus Guardiões. Para assistir, aperte o play logo abaixo:



Postar um comentário

 
Top