0


O FINAL DA RAMPA – APERTE OS CINTOS!


Chegamos ao dia 20 de Maio de 2017.

Há dois anos estive passando informações, esclarecimentos e orientações sobre os novos tempos que ocorreriam no decorrer desta Subida na Rampa. E assim tem sido. Assim aconteceu. O mundo atual não é mais o mesmo e muitas situações ocasionaram profundas transformações nas consciências humanas, principalmente daqueles que já estão despertos.

Afinal o que acarreta para a Humanidade o Final da Subida nesta Rampa?

É importante agora que cada um faça suas reflexões de forma serena e tranquila. O momento atual é desenvolver a prática da arte de pensar e isto, é decisivo. E pensar exige certa disciplina, pois o discernimento só é alcançado quando a compreensão do que ocorre consigo mesmo é visto de forma amorosa. Para se chegar nesta compreensão é necessário a quebra de paradigmas; nossas crenças limitantes impedem a visão de algo revelador pois a ilusão é quebrada quando a verdade surge diante dos olhos.

A negação pura e simples não leva ninguém a lugar algum, ainda mais se tiver que fazer mudanças profundas em hábitos, costumes ou tradições já incutidas na nossa mente desde a infância, onde iniciamos a negação de muitos dons que possuímos dentro de nós mesmos. Superar estas limitações é o maior desafio que cabe somente a você realizar. Ninguém poderá fazer isto por você. Por isto a leitura, o estudo, a pesquisa e as reflexões são tão necessárias agora, quanto o ar que respiramos.

Cada pessoa já tem o seu dilema. Imagina então uma família, uma sociedade e o mundo inteiro?

O Final da Subida na Rampa terminou no ano passado e durante um ano passamos a viver uma nova realidade planetária que foi aos poucos se confirmando e se manifestando no plano físico da nossa vida cotidiana. O mal não deixa de ser algo ruim mas se for visto como um aprendizado podemos crescer e amadurecer com as lições de vida. Foi este o processo que ocorreu ao longo destes últimos anos e de forma mais marcante neste último ano.

Falei muito em meus artigos sobre os sintomas, as sensações e os efeitos desta Subida na Rampa. Estes textos trazem a compreensão do que tem ocorrido, fica mais claro e evidente conforme cada um promove dentro de si mesmo a mudança que é necessária para ultrapassar a próxima etapa da jornada de Gaia nesta nova órbita solar.

Quando a Subida terminou em  20/05/2016, iniciou-se um percurso por uma nova faixa que passei a chamar de Rampa de Aceleração e o acesso da Nave Mãe Terra numa órbita solar de intensa vibração: A órbita 4D. Ocorreu também neste período de um ano a partir daquela data, um processo intenso em que as energias negativas acumuladas ao longo da existência individual do ser humano, somadas a da sociedade onde se integrou por várias vidas, foram intensamente expostas diante da Luz assim todo o mal viria a aflorar diante de cada um e de todos dentro de uma coletividade.

É isto que tem ocorrido ao longo deste ano. Por todo o planeta e em praticamente todas as nações, o caos, a turbulência, os conflitos e as discórdias vieram à tona. Mas a Humanidade deve se ater que tudo é parte de um Plano Divino e o que ocorre a nível global tem um propósito maior. Cada povo e cada nação têm uma história e uma missão planetária.

Na série sobre o Destino das Nações, vamos ainda mencionar sobre a missão planetária de alguns países e seus povos, como a do Japão, da China, da Índia, da América Latina, Europa, Oriente Médio, África e Oceania.

O próximo artigo que estarei publicando em breve – “Sobre a Rússia e a Nova Era” - e sua missão crística em nosso planeta.

A Transformação Global

Inicia-se agora o processo da transformação a nível global.

O Universo passa por um ciclo de transição ainda não conhecido pela Humanidade. Muito tem sido falado a respeito, mas poucos se interessaram em aprofundar seus estudos e pesquisas no que se refere a esse “fenômeno” que é único e transcendental. Estamos na faixa de vibração de um Cinturão de Fótons de alta potência e energia que é capaz de desintegrar um corpo celeste que não esteja no mesmo patamar de vibração.

É como direcionar 3 mil volts para uma lâmpada de 220 volts. Não dá só curto circuito... Explode mesmo.

Por isto o nosso planeta passou junto com todo o Sistema Solar por um processo ascensional.

Já imaginou colocar um cubo de gelo dentro de uma fornalha?

O processo ascensional desenvolveu-se a partir da densidade cristalizada da terceira dimensão e foi se sutilizando pouco a pouco. Isto foi possível através dos treinamentos e experiências com novas técnicas, na qual cada pessoa foi aumentando a sua capacidade vibracional,  a partir da expansão da consciência física.

Por isto falei muito no despertar da consciência. Este era o propósito.

A nossa atmosfera estava impregnada de nuvens tóxicas oriundas de energias de pensamentos, emoção e psique desequilibrada, se acumulando em nossa superfície e nossa atmosfera, algo surpreendente e aterrador.

Quando se joga um cubo de gelo numa fornalha ocorre um choque térmico. Mas se for feito um tratamento cauteloso, com dosagens certas na temperatura é possível transformar o gelo em líquido e depois em vapor... e tudo isto é aproveitado de forma natural. Cada estado contém sua própria estrutura e manifestação.

Nossos corpos físicos vibram de acordo com a nossa condição consciencial. E tudo se reflete conforme estamos vivenciando a nossa vida interna.

Então, com o aumento do patamar vibratório em escala global é certo que sentiremos os efeitos em nossas vidas. Se a nuvens negativas acumuladas por milênios na atmosfera do planeta for desfeita, haverá o afloramento do mal em si o que ocasionará um efeito altamente potencializador sobre a superfície do planeta, já que as consciências humanas estarão recolhendo os próprios “lixos” durante o processo de purificação planetária.

Este é o Caos dentro da Criação. Há que se destruir o velho e as energias negativas, para que o novo e as energias positivas sejam precipitadas e manifestadas no mundo da forma. Para que uma nova construção seja realizada há que se demolir o prédio velho. Das ruínas tudo se transforma em caos, transtorno e conflito. Depois tudo passa e o novo vislumbre do todo, dá outra dimensão da realidade que está sendo criada.

No processo atual da Humanidade esta é a fase da ruína e do transtorno. Esta consciência já ocasiona a criação positiva dentro do Caos.

Por isto, é necessária a compreensão deste momento atual, onde a nova realidade planetária se manifesta diante de todos. O que é bom é bom. O que é ruim é ruim... Cabe a cada um, vivenciar sua própria história e tirar desta experiência a nova lição de vida. A conscientização é tão importante quanto a necessidade de avançar em sua própria evolução individual. Entender este momento torna simples a caminhada, mesmo dentro da turbulência.

Enquanto muitos vão vivenciar a experiência da dor porque seus olhos apenas veem o passado e o apego, outros estarão olhando o novo mundo que será criado após os grandes eventos a nível planetário. Estes “escolhidos” estarão trabalhando na construção da Nova Era. Sabem para onde vão e o que devem fazer para chegar lá.

As Comunidades no planeta

Se olharmos em volta com um olhar amoroso, compreensivo e pronto para aceitar a nova realidade planetária, será possível ver as pessoas que já estão se preparando há muito tempo para este momento em que a amada Gaia irá promover a sua transformação interna que pode afetar toda a superfície e suas entranhas.

Em todas as épocas passadas em que ocorreu este nível de transição planetária, muitas comunidades se formaram com antecedência e foram preparadas para ultrapassar os tempos difíceis. Aquelas que aceitaram os fatos com naturalidade e compreensão, foram as que deixaram o legado da civilização atual.

Ignorar o momento atual é negar a si mesmo a necessidade de se conscientizar sobre os próximos passos que devem ser dados. Os fatos ocorrem de forma tão acelerada que não há como ignorar isso. É preciso maturidade espiritual para prosseguir diante da grande transformação que vai ocorrer em nosso planeta.

Muitos já estão prontos.

Mas a maioria ainda não se conscientizou disto. Não há espaço para pânico e sim para se pensar e refletir. Não há medo que supere o amor que há no coração de cada ser humano. Com paciência, determinação e muita disciplina é possível se preparar e encontrar soluções que poderão ajudar muitas pessoas a ultrapassar os momentos mais difíceis de sua jornada neste planeta. Nada é impossível para a mente humana desde que seu coração seja alicerçado na unidade, na fraternidade e na solidariedade.

Sem medos e receios pode-se realizar grandes façanhas sem que se desvie do seu cotidiano, dos seus afazeres diários. Muito já tem sido feito por pessoas esclarecidas e digo que elas não são “doidas” e nem “lunáticas” e sim, pessoas altamente capazes, que possuem o senso de realidade que poucos alcançaram, por estar vivendo no comodismo e na omissão, negam a si mesmo o direito de pensar sobre o assunto.

São estas pessoas que criaram as comunidades que hoje se espalham pelo planeta inteiro. Os grupos são pequenos, em média com algumas dezenas de pessoas, mas conscientes e cientes de suas responsabilidades. Sabem o que estão fazendo e porque estão trabalhando. Estudam, fazem planejamentos racionais, analisam os prazos que ainda tem e se organizam de forma disciplinada e voluntária.

Preparam-se em todas as frentes, principalmente para o atendimento futuro nas questões de alimentação, saúde e assistência espiritual. Divulgam por todos os meios a arte da sobrevivência nas piores condições e circunstâncias. São realistas embora sejam considerados visionários. Com o tempo, a verdade se manifestará. E aqueles que souberam se antecipar à própria calamidade não se surpreenderá quando os eventos chegarem.

Que os olhos vejam as mudanças que ocorrem em todo o planeta como sinais e busquem no estudo e na pesquisa, encontrar a resposta para si mesmo. A alegria no servir, é que tem feito a grande diferença em nosso planeta hoje. Há muito material e informações disponíveis para todos. Independente de que crença, dogma ou povo pertença a pessoa que busca pela sua verdade. Cada um destes trabalhadores da Luz contribuiu de forma divina neste propósito de servir a raça humana.

A escolha agora é pessoal e individual.

O Final da Rampa e o Fator 3

Portanto, vamos confiar no Plano Divino. O que tem que ser será e o que tem de acontecer irá acontecer. Isto é fato, ponto!

Como foi dito anteriormente, o Fator diferencial nesta escala da jornada de Gaia está relacionada à velocidade que será impressa ao teu corpo físico, a Terra, conforme a sua viagem prossegue nesta nova órbita solar em combinação com a rota do Sistema Solar que também terá sua aceleração aumentada vertiginosamente, alterando assim a velocidade de cruzeiro, assim como se vê quando um avião intercontinental acelera seus motores para alcançar outros continentes.

As etapas da Rampa são assim: primeiro subir, depois acelerar e em seguida pegar a nova órbita. Nestes processos ocorreu a saída da área de influência da terceira dimensão para alcançar a faixa da vibração de quarta dimensão. A órbita terrestre em torno do Sol sofreu uma mudança em sua rota com uma leve inclinação angular, já que o nosso astro, o Sol, estaria imprimindo uma maior velocidade em seu percurso, por isso a Nave Mãe Terra teria que se adequar nesta nova condição. Este é o que chamo de Fator 3, a inclinação da órbita terrestre em relação à velocidade do Sol.

A atração gravitacional do Centro Galáctico influi demasiadamente ocasionando a mudança na velocidade de cruzeiro do nosso astro solar, o que afeta todos os planetas deste Sistema. A Terra livre das amarras da 3D, fica solta na 4D facilitando assim o processo ascensional para os níveis de 5D e 6D, já que as barreiras são mais sutis.

Neste percurso muitos obstáculos surgirão. Um deles será o caso de Nibiru, mas isto é assunto para outro artigo, já que a revelação sobre um orbe conhecido como “planeta chupão” tem a ver com este planeta polêmico.

O Final da Rampa é este, entramos numa nova realidade cósmica e universal. As consciências despertas são capazes de ver, perceber e sentir estas mudanças tão visíveis que afetam suas vidas e seus corpos sutis. A mediunidade está mais aflorada além de ocorrer muitos conflitos internos e alterações físicas, psicológicas, emocionais e mentais. Estes são sintomas marcantes nestes seres despertos.

A viagem com a Nave Mãe Terra na nova órbita solar será a realização plena da Humanidade diante de toda a Criação.

O Que Fazer Agora?

Não precisa entrar em pânico, pois mesmo que isto venha a causar conflitos, medos e receios, perceba que todas as informações já foram colocadas à sua disposição no mundo inteiro, em todos os idiomas. Por isto foi recomendado que se fizesse da leituras um hábito. Estude e pesquise. Lembre que as escolhas são individuais já que a Lei do Livre Arbítrio impera mesmo diante das adversidades. Enquanto está encarnado, cabe a cada um tomar suas próprias decisões.

A mensagem da Mestra Nada(*) é de suma importância na prática diária, pois isso promove a conexão interna com sua Consciência superior, a sua Alma. A Oração auxilia muito neste percurso agora. Não busque fora de si mesmo a verdade e sim, em seu Mestre interior. Lá você encontra a resposta e a solução.

Foi para isto que viemos aqui e foi para este momento culminante que tanto trabalhamos e nos doamos ao longo da nossa jornada humana, para que esta realidade se manifestasse. Estamos a um passo de se realizar.

Não foque suas atenções no caos e sim no seu crescimento interior, na sua conscientização para este momento de mudanças e transformações. Busque a paz interior e no silêncio da sua alma, as revelações virão de forma natural. Negar não deve ser o hábito e sim, aceitar o que na realidade já ocorre no planeta.

A aceitação abre o caminho da compreensão e somente o Amor é capaz de curar, amparar e ajudar. Em qualquer situação, mesmo que o caos imprima o medo, acredite na força divina em ação. Confie e prossiga.

Agora é sorrir, ter esperança, orar e ter fé... muita fé!
A Humanidade alcança o seu apogeu com o seu retorno ao convívio estelar.
Estamos voltando para Casa!

Paz profunda,

Shima.
Namastê.



Postar um comentário

 
Top