0



CHEGOU O MOMENTO! QUEM É VOCÊ?

Saudações da Luz,

O Despertar Planetário ocorreu para muitos, para milhares, para milhões de pessoas ao redor do mundo. E agora?

Quem está pronto para dar o próximo passo?

Qual o maior paradigma que está diante de você agora?

Então, vamos falar disso? Deste paradigma?

Lembra-se de quanto tenho reforçado os 3 pontos principais na nossa busca espiritual para compreendermos a verdadeira natureza humana na Terra?

São os 3 pontos:

1 – Quem Sou Eu?
2 – De Onde Vim?
3 – Para Onde Vou?

Estes pontos mencionados e o seu conhecimento determinam a condição do Ser Desperto. Mas para cada etapa da caminhada por um ponto antes de prosseguir no próximo passo há paradigmas... E muitos!

Por isto é repassado ao peregrino, ao estudante, ao buscador, o domínio consciente sobre os 5 Passos para o Despertar que são:

1 – Negação
2 – Raiva
3 – Negociação
4 – Depressão
5 – Aceitação

São os 5 Degraus rumo à Senda do Conhecimento. São as 5 Iniciações para o Despertar pleno e consciente. Não há mágica neste processo. É muito trabalho, muita determinação, muita disciplina e muito, muito discernimento. Há que superar o primeiro e o mais traiçoeiro das ilusões: o Medo.

Aí é que o “bicho pega” mesmo!

Muitas das águias que tenho inspirado neste caminho do despertar, se desviaram neste paradigma do medo.

Porque é através deste medo ilusório que o Primeiro Passo não é superado. A maioria parou neste ponto. Desistiu e pronto. É o livre arbítrio. Entenda-se assim. Cada um tem o direito ao livre pensar, à sua crença e aos seus dogmas. Cada pessoa tem o seu patamar evolutivo dentro da jornada planetária de Gaia.

O tão mencionado e falado “Salto Quântico” nada mais é do que o processo do despertar da consciência. Quando isso ocorre de forma consciente, o salto consciencial acontece. Recupera-se o “tempo perdido” na malha da ilusão que por tanto tempo enredou a consciência Humana no mundo material. Fazendo-a esquecer de que são seres espirituais fazendo uma experiência humana.

E quando as consciências despertas se encontram ocorre a simbiose, a síntese, a união... e, falam, sentem, pensam e agem como um Todo. Tornam-se Uno com a Criação. A unidade integra, soma e expande de forma harmoniosa, equilibrada e amorosa.

O Primeiro Passo nada mais é do que o medo de si mesmo, de encarar a verdade sobre si mesmo... de se conhecer... de se autoconhecer! A verdade dói. Por isto, as reflexões devem ser um hábito contínuo, nesta atitude cria-se a prática do discernimento, onde se ultrapassa aquelas fases de como “estávamos” antes e nos situarmos no verdadeiro sentido de “sermos” agora.

A Negação impede o fluxo da energia, bloqueia o acesso ao conhecimento interior. Fecha-se a porta. E isto ocorre por medo simplesmente. Nada de autopiedade ou autocomiseração pois não leva a lugar algum, mas te prende naquela quarto escuro, naquela caixinha onde se acomodou por tanto tempo, por tantos milênios. Já é hora de abrir a porta e ver a luz do sol, radiante e bela.

Todo e qualquer medo se insere na nossa mente por desconhecimento, por ignorância ou falta de informação. Uma vez sabendo do que se teme, mais fácil fica a “cura” e essa cura como todas que existem, precisa apenas de uma dose de compreensão e amor.

A natureza humana em sua forma de expressão mais comum, costuma desencadear a raiva por algo ou alguém que lhe traga um “espelho mágico” onde a tua verdadeira face será exposta. Assim, lembre-se, o foco da tua atenção não é quem lhe trás algo, deve focar a tua atenção no instrumento da tua transformação.

Bater no Despertador de nada vai adiantar se o relógio cumpre apenas a função dele. E foi você que o programou para isso. É uma espécie de “acordo”, ou seja, quando chegar a hora, você me acorda? Não é assim mesmo?

É sobre isto que comento nos meus artigos. Antes de vocês reencarnarem, lá em cima, eu disse: “Podem me bater, mas vou acordar vocês!”

E você sorriu naquele momento.

E para superar cada um dos 5 Passos, basta apenas invocar a “palavra mágica”: Por quê?

Uma vez usada esta palavra, você desencadeia uma sucessão de ondas reveladoras. Essa é uma Lei Divina.

Precisa-se apenas estar com a mente aberta e o coração leve.

No final desta história toda há que chegar no quinto passo, o da Aceitação ou Não. Aí a escolha é pessoal... é sua!

Em cada um dos 5 Passos, você fica o tempo que quiser até que prossiga por sua própria vontade para a etapa seguinte. Por isto é uma Jornada. Pode ficar por várias encarnações num mesmo passo, não importa... A caminhada é sua. Às vezes, é mais cômodo negar quem você é. Assim, pode desfrutar de mais tempo de sono e omissão consigo mesmo. Mas um dia terá que acordar. É a Lei da Evolução.

O Caminho é tanto Acima como para Embaixo. Você vive no Meio. Essa é sua realidade agora.

Os Passos 3 (Negociação) e 4 (Depressão) relacionam-se às seguintes questões:

Passo 3 - “Um dia” terá que fazer escolhas e decidir. Até lá, muitos paradigmas terá que quebrar e superar. É como costumo dizer... é hora de “juntar os cacos”, pois a verdade coloca por terra tudo o que se acreditava como uma realidade absoluta. É a “queda” do Sistema em que se acreditou. Então, é hora de fazer a troca de uma velha crença por outra nova.

Passo 4 – O processo depressivo ocorrerá se algo não foi trabalhado, ou aceito da forma correta. Isto é natural. Ocorre com um, ocorre com todos. Como é isso? Simplesmente é o apego. Não importa que nível ou grau de apego gerou ao longo desta vida. Há que ter isso em mente e no coração. Analisar, meditar e refletir sobre este aspecto do “apego”. O vazio na alma acontece neste ponto. Por isto surge a “Noite Escura da Alma”. É um dos mergulhos mais profundos que a pessoa faz dentro de si mesma.

Portanto, corações...

Já sabem Quem São!

Já sabem de Onde Vieram!


Agora, eu pergunto: Sabem para Onde Vão?


Vamos falar disto agora?

Desde a minha infância costumo usar uma metodologia simples e prática para desvendar mistérios. De tão simples que é muitos não a usam e nem dão o valor que tem diante da Vida. Como dizem os guias espirituais: Muitos pensam “na Vida” e deixam de pensar “a Vida”!

Concordo com eles. É assim mesmo.

Quando criança ganhava carrinhos de presente... daqueles antigos. Brincar com eles era mais cansativo e monótono do que ficar tentando descobrir como eles funcionavam e como eram feitos. Minha curiosidade era tamanha que não pensava duas vezes, ia lá e começava a desmontar tudo. Literalmente era como quebrar o brinquedo.

Com os pedaços espalhados no chão, ficava tentando entender como era cada peça, para que servia e como se encaixava naquilo tudo. Admirava a engenharia da construção, da criatividade. As engrenagens da sincronização dos movimentos que fazia o carrinho andar eram uma maravilha para minha pequena cabeça na época. Era um mundo de descoberta.

Sem saber, praticava a reengenharia. A engenharia da reversão. Desmontava o Todo em pequenos fragmentos. Era como montar depois um grande quebra cabeças. A prática foi o que desenvolveu em mim, os constantes questionamentos que me seriam decisivos ao longo da vida, quando o assunto passou a ser o tema: Quem Sou Eu?

Os “por quês” foram constantes a vida inteira. Mas, as respostas também vieram com o tempo, conforme a expansão da minha consciência galgava os degraus do conhecimento que foram sendo adquiridos em cada etapa. Não havia mistérios nisso. Sentia que minha capacidade cerebral precisava de mais conhecimento e com o tempo aprendi a criar “novos trilhos” na rede de neurônios.

A palavra mágica era: Por quê?

Deixar a mente solta, livre e aberta era como manter as comportas de uma represa aberta para que as águas do rio fluíssem... e se você decidisse percorrer o caminho, então a jornada seria na direção do mar. Primeiro era preciso entender que a água represada desencadeia a estagnação e se torna um lodo no poço de conhecimento e aprendizado.

Quanto mais água passar através de você, mais conhecimentos surgem e nisso, deve deixar que essas águas do conhecimento fluam e sigam adiante... pois em suas margens sempre há os sedentos que buscam o mesmo conhecimento e entendimento sobre a vida. Deixe que o tempo cuide de tudo. Há tempo para semear, há tempo para a colheita.

Assim como você foi abençoado por estar onde está dê à outra pessoa a oportunidade de também receber o que por mérito ela necessita saber e conhecer. O que ela for fizer com isto não é problema seu. É livre arbítrio. Dessa forma você foi agraciado, desta mesma forma compartilhe com outros. E assim a expansão da consciência se torna planetária.

Foi dessa forma que tomei conhecimento sobre o Plano Divino na Terra, em toda a sua extensão e totalidade. Foi necessário começar de um ponto e voltar à nossa Origem e então, compreender o Todo que se desvelou como um lindo quadro do Quebra Cabeças que se mostra plenamente pronto na minha mente e no meu coração. Os questionamentos que surgiram foram plenamente respondidos pelo próprio Pai Micah.

E sobre Ele, o nosso Pai Criador que quero conversar muito nos próximos artigos. Quem é Ele? Por que Ele está agora na Terra? Qual é a Vontade do Pai neste momento? Por que Ele criou um Plano aqui na Terra? Qual é o propósito deste Plano?

Todas estas questões serão abordadas nas próximas publicações enquanto vou relatando minhas visões sobre a Nova Era, a Nova Raça e a Nova Civilização.

O que tudo isso tem a ver com o título deste artigo?

Apenas digo: Tudo.

Quem lê meus textos publicados no blog Caminhando com o Mestre e procura estudar, analisar, refletir e reler várias vezes, é capaz de processar todas as informações que são repassadas aos meus leitores continuamente. Podem muitas vezes parecer repetitivos... será?

Temos duas formas de aprendizado: o processo repetitivo como nas escolas ou o processo de tratamento de choque como nas escolas da vida. Uma e outra levam ao mesmo fim. Aprendizado. São as lições de Vida.

Por isso temos o Caminho do Amor e o Caminho da Dor.

E é o Caminho da Dor que grande parte da Humanidade preferiu percorrer.

A Transição Planetária já vinha ocorrendo há muito tempo, muito tempo mesmo. Não é um processo de poucos anos e sim, de séculos. É importante que tenham a ciência e consciência de que vieram a esta encarnação com um propósito bem maior do que imaginaram ou sonharam.

Foi uma decisão pessoal. Você decidiu estar aqui neste momento planetário.

Já estamos na Quarta Dimensão Física


Então, com o fim desta transição planetária, fica a questão principal: Para Onde Vamos?

Como digo, tudo é simples.

Se Gaia está fazendo a sua mudança para outro patamar vibratório levando o seu corpo terrestre para a quarta dimensão física, então é certo que nesta terceira dimensão, haverá transtornos e transformações. Se toda a família ajudar na mudança de um de seus membros, tudo fica fácil e leve. Mas se somente uma pessoa tiver que fazer tudo sozinha, se gasta mais energia e tempo.

E o tempo esgotou. Então, haja energia para dar conta desta mudança. Por isto sentiremos os impactos que irão sacolejar o corpo sagrado de Gaia. A nossa Mãe Terra faz sua mudança com a ajuda ou não dos seus filhos e filhas. Entendem o paradoxo? Compreendem o significado dos 5 Passos?

Onde você está agora nestes passos?

Quem ultrapassou as cinco etapas quebraram todos os níveis e graus dos paradigmas e está consciente do que está previsto para ocorrer, aceitando isto de forma natural e prática. Estas pessoas vão saber para onde ir e como devem prosseguir nesta parte das transformações e assim podem ajudar Gaia na construção de uma nova moradia para a nova raça humana que vai habitar a superfície do planeta.

Para a maioria da Humanidade tem sido dolorosa a escolha de permanecer ou não nesta nova Casa, onde Gaia irá conduzir uma jornada incrível e radiante diante de toda a Criação. E esta maioria, quase a totalidade da raça incluindo os desencarnados, decidiu seguir suas evoluções pessoais em outros orbes. Por isso a Migração das Almas* começou após o último encontro do Tribunal do Conselho Cármico em janeiro deste ano.

No Encontro que se tornou um imenso Conclave, na presença dos Eus Superiores de cada alma encarnada, a decisão foi tomada. E poucos passaram na prova final. Apenas alguns milhares de consciências encarnadas ultrapassaram o Quinto Passo e aceitaram participar deste momento único, raro e grandioso da nossa amada Mãe Terra.

Mas, saiba...
Agora vem o “Estágio Probatório”. Como é isto?

O Servidor da Luz


É como passar num concurso e ir para o serviço público. Até que se torne um servidor efetivo tem outros de testes, aprendizados e reciclagens. Há que estar apto para ser um servidor público. Assim é também na vida espiritual e agora, na Nova Era. Deixam de ser Trabalhadores da Luz e passam a ser Servidores da Luz.

Antes, como trabalhador você tinha a livre escolha para quem ou que gostaria de trabalhar. Podia trocar de emprego se assim preferisse. O que importava era o seu interesse pessoal. Agora, como servidor público, as coisas não são assim. Você serve ao Estado... E o Estado simboliza o Povo, a Nação, a Pátria. É outro grande paradigma que ocorre atualmente na mente dos trabalhadores da Luz, ainda não caiu a ficha.

Então, é certo que haverá uma próxima avaliação neste quesito do “servir”. Se passar fica, senão é dispensado. Assim é Embaixo como é Acima.

Portanto, destes que foram “selecionados” para a Quarta Dimensão da Terra, quantos restarão no final desta “mudança”?

Como seria este processo seletivo e em que ponto muitos ainda podem desembarcar durante a viagem da Mãe Terra na nova órbita solar? E os que não passaram no concurso, como fica a vida destas pessoas? O que serão delas diante da grande transformação promovida por Gaia?

Se refletirmos quantas vezes já passamos por um processo de transição planetária, não será difícil de imaginar como isso poderá vir a ocorrer neste momento atual. Pois tudo segue um procedimento natural. Não haverá o tal “arrebatamento” como se fala, o que está previsto é uma realidade bem visível, tangível e como gostam de dizer os materialistas: bem real.

Os próximos anos após uma jornada de 26 mil anos


Este tempo será muito acelerado para os que já estão vivendo na quarta dimensão, mas para os que ficaram na terceira dimensão a sensação é de que parece uma eternidade. Os que sobreviverem mas que não vão permanecer neste orbe terrestre, podem ficar aqui até o desencarne, quando concluem a agenda pessoal de vida.

A Justiça Divina promove o cumprimento da Lei até a última instância. As ações da Ordem Divina já não se relacionam mais com aqueles que passaram e sim, com aquelas pessoas que ficaram. As decisões serão tomadas em função do destino final dos que ainda estão temporariamente neste planeta.

Ainda resta tempo para fazer novas escolhas em relação a permanência na terceira dimensão física ou não, ou seja, se a pessoa será destinada a outros orbes compatíveis com a sua evolução pessoal. Para se viver na terceira dimensão, deve se estar de acordo com o padrão vibratório do orbe para onde será levado. O que é bom é bom, o que é ruim é ruim.

São novas e antigas escolas da Vida espalhadas dentro da Criação. Ninguém ficará à deriva. Ninguém será “abandonado”. A Misericórdia e a Compaixão regem o nosso Universo. Cada um vai para onde escolheu e decidiu ir. A Vontade do Pai reflete também na consciência humana. Este é o Livre Arbítrio.

Aqui na Terra temos pela frente um longo período de mudanças no nível social, econômico, politico, militar, científico, moral e filosófico, além do que já sabemos sobre a transformação geológica e atmosférica do nosso planeta. Cada grupo de alunos reprovados, conforme finda sua permanência nesta escola, é imediatamente transferido para outra escola da vida e assim, sucessivamente o transporte dos seres às novas escolas da Criação se consumam ao longo do tempo.

Enquanto uma série de eventos ocorrem (a partir de maio deste ano), os que já estão conscientes e trabalharam de forma correta seguindo as instruções e orientações dos seus mestres, mentores e guias espirituais, já estão alojados ou se mudando para locais preparados para recebê-los em segurança.

São anos e décadas sob difíceis situações de sobrevivência humana. Muitos viverão em condições precárias porque subestimaram o potencial de Gaia em relação ao seu corpo físico. E assim estarão aprendendo uma das lições mais importantes que pode ajudar em sua própria sobrevivência, muito além de meras palavras e tudo baseado em gestos e atitudes: o verdadeiro sentido da solidariedade e da fraternidade humana. Sem isso não será possível sobreviver.

Quem se acomodou na vida mansa, sossegada e ilusória da vida atual, materialista, terá que se acostumar e se adaptar à vida nos abrigos subterrâneos sem que se possa ver a luz do dia ou da noite por longos anos. A superfície estará inundada. Mas deverão ter em mente, que um dia poderão ver o brilho do sol, só que a visão será outra. Será paradisíaca... será celestial. Então poderão se espalhar pela terra, arar e cultivar novas sementes.

O caos de agora nada mais é do que o afloramento do lado sombra que nós mesmos criamos neste mundo. Cada um contribuiu para isso, de uma forma ou de outra. Por isto a construção da Paz Interior é tão recomendada. Nesta condição pacífica, é mais fácil a conexão com a alma e com a sua consciência interna. Será sempre nesse ponto que o caminho verdadeiro será revelado. E nesta revelação, saberá para onde ir.

Começamos agora o ano letivo da Nova Era e os servidores são chamados para que se preparem e se dirijam para seus postos de trabalho. Os que se recusarem são naturalmente os primeiros a ser desligados da lista de aprovados. Há muito que se fazer, há muito que construir, há muito que se preparar. O tempo é curto, mas é ideal para aqueles que querem servir ao Plano Divino na Terra.

Assim disse o querido Mestre: “Aquele que quiser Me Seguir, pegue a sua Cruz e vem!”

Todo início é complicado, complexo e confuso, mas com boa vontade tudo se resolve e se direciona. Tudo feito com amor se cria e transforma.


A Grande Fraternidade Humana da Terra e o Plano Divino


Mesmo com tantas dificuldades, com imensos obstáculos, não é fácil para uma pessoa conduzir um trabalho, cuja missão é estabelecer os alicerces do Plano Divino na Terra.

Para se estruturar uma vida já dá tanta dor de cabeça, imagina então uma entidade a nível planetário?

Já imaginou o caso da vela que é acesa no meio da escuridão, onde todos estão adormecidos? Que não querem acordar? Dá para sentir o drama daquele que tenta caminhar no meio desta sombra carregando uma luz em suas mãos?

Num espaço de tempo de apenas dois anos, esse trabalhador da luz em sua missão de concretizar um sonho e uma visão, vivenciou desde fatos absurdos a fatos transcendentais, milagrosos e inacreditáveis. Perdeu emprego, deixou emprego, mudou de residência várias vezes, perdeu carro, recebeu ameaças, teve prejuízos financeiros, perdeu amigos, sofreu acidentes e carrega sequelas, passou por várias ondas de difamações e mentiras e ainda assim, persiste, insiste e acredita. A GFH é uma história pessoal que se tornou planetária. É a história de uma águia que um dia teve uma visão e passou isto para outras águias.

E milhares dessas águias começaram a voar.

Renasceu em cada uma dessas águias, a esperança de viver uma nova vida, quando avistaram além do horizonte. Aprenderam a ter a visão das águias.

Com o tempo fortaleceram suas asas e agora, são fortes e resistentes. Tempestade alguma é capaz de fazê-los esquecer do que viram, do que sentiram, do que descobriram ser capazes de realizarem.

E assim, eles sabem para onde devem ir!

E você, sabe para onde vai?

Para esta nova etapa na Terra, foi criada a Grande Fraternidade Humana da Terra. Com amor, recomendo que leia cada item do Estatuto da GFH e encontre o local ou o ponto de atração que despertará em você o desejo e a vontade de servir ao Plano Divino durante os eventos. E, após a grande mudança saberá o que fazer e para quê fazer. O que criar e construir junto a nós ou junto aos seus, a escolha é sua.

A Doação é um Ato de Servir

Uns servirão a partir do ponto onde estão... Outros virão se integrar à GFH e outras comunidades espalhadas por este Brasil afora e em algumas regiões além-mares.

Toda obra de solidariedade com propósito mundial tem a necessidade de reunir recursos humanos, financeiros e logísticos. Cabe a cada um que se simpatizar, que sentir que esses projetos, metas e finalidades estabelecidas no Estatuto da GFH ressoam com seu coração, que participe ativamente desta campanha, porque também estará ajudando e contribuindo na construção da uma nova etapa dentro do Plano Divino.

Portanto, se você decidiu permanecer neste orbe terrestre e auxiliar de forma consciente, procure manter sempre acesa e vibrante a atitude do amor fraterno consigo e com o próximo. Todos nos colocamos como filhos e filhas do Pai Criador e da Mãe Divina e reverenciamos a Mãe Terra como nosso Lar Sagrado diante de toda a Criação.

É para esta Casa que vamos... e é esta Casa que vamos ajudar a construir agora.
Assim, se você estava esperando este chamado em seu coração, lhe pergunto de coração aberto: Você vem?

Conto com a sua participação ativa, plena e amorosa!

No reencontraremos aqui em Barra do Garças, amanhã...

Para saber mais sobre a GFH, acesse o site: http://grandefraternidadehumana.org

Permaneça na Fé e na Esperança! 
E construa verdadeiramente o mundo que deseja ver surgir.

Em Luz e Amor,
Shima.
Namastê


Hoje, recebi de uma amiga este documentário: “No Meio de Nós” e recomendo que assista, ele traz uma síntese de tudo o que tenho abordado neste Blog nos últimos 12 anos. Para acessar, clique aqui ou, se preferir, veja logo abaixo:



(*) Leia o artigo que mencionei, no link a seguir: 

O Início da Migração das Almas


Postar um comentário

 
Top