0

Minhas Reflexões - O Céu na Terra, o Caminho da Alma



Saudações da Luz, queridas Águias!

Há cerca de um ano foi feita a consagração pelos queridos mestres e mentores num encontro mágico, na qual eu e a Corujinha recebemos as bênçãos do nosso reencontro e do nosso comprometimento com a Grande Missão, após uma série de tentativas por parte das Trevas de nos separar.

Hoje, 06 de março do ano de 2017, após um retiro espiritual durante o Feriadão do Carnaval, retorno ao convívio de vocês, queridos leitores. 

Durante este período ausente fiz muitas meditações, reflexões e decisões que precisam ser tomadas em virtude da surpreendente fase que vamos vivenciar daqui em diante e nestes próximos três meses, estaremos vivenciando uma das maiores transformações que a humanidade terrestre passará pela primeira vez em sua história.

Isso porque Gaia, a nossa Deusa Mãe Terra, estará iniciando sua jornada numa nova órbita solar de quinta dimensão, no qual a sua Consciência Planetária irá percorrer um longo caminho rumo à sexta dimensão, dentro do propósito do Logos Planetário, Solar e Galáctico.

Com essa ascensão de Gaia, a humanidade terrestre poderá enfim, percorrer o caminho da quarta dimensão física. A Terra será o novo habitat desta geração onde a raça humana alcançará a plenitude de viver num mundo de amor e luz. E também, será o retorno da humanidade ao seio da sociedade cósmica e universal.

Mas, este assunto será mencionado num próximo artigo.

Agora, o tema a ser mencionado é sobre a egrégora sagrada da Sacerdotisa e o Guerreiro, que mencionei em vários artigos anteriores tanto no Blog Caminhando com o Mestre, quanto no Momentos Mágicos, pois estou comemorando o primeiro aniversário sobre a consagração acima mencionada.

Para começar vamos falar sobre o artigo que publiquei em 03/05/2013, sobre uma mensagem que havia recebido da minha mentora espiritual, Mestra Nada em fevereiro do ano de 2011, durante uma crise existencial após o final de um relacionamento que havia marcado a minha vida após o meu retorno do Japão em 2006.

Este artigo foi publicado no Blog Momentos Mágicos, justamente porque outra crise de relacionamento havia se estabelecido no início de 2013, depois que percebi um engano na minha busca incessante pela "Guardiã dos Portais", a que seria a minha "outra metade" e deveria prosseguir numa missão que iniciei em maio de 2012.

É preciso a leitura desta mensagem da Mestra Nada, para que compreendam o emaranhado de enganos e armadilhas que são colocadas em nosso caminho quando deixamo-nos levar por falsas ilusões, por criarmos expectativas e "querermos" a todo custo acreditar que os cinco sentidos estão certos. O que os olhos vêem nem sempre é a verdade.

Leiam então, a mensagem reveladora:

"Como tudo começou...

Corria o ano de 2011 e a vida seguia uma rotina entre calmarias e turbulências.

Um fato lamentável ocorrido em fevereiro daquele ano definiu um novo rumo na minha vida, depois que a “taça de cristal” se quebrou. Simplesmente, um longo sonho de quase três décadas virava um enorme pesadelo com a realidade que se abriu bem diante dos meus olhos.

Desolado e decepcionado deixei-me levar pelas correntezas do rio.

Vendo-me naquela situação deprimente a minha Mentora Espiritual se manifestou dias depois.

“Meu guerreiro,

Não deixes que o teu coração se entristeça com a ilusão da vida.

Tudo é passageiro nesta existência tão ínfima diante da eternidade que tu és...

Levanta a tua cabeça e olha para frente... vê o que o futuro te aguarda!

Faz a tua alma guerreira inflamar... há um propósito nisso que ocorre contigo. Vens de uma longa caminhada e a tua jornada é eterna. Confia em ti e segue adiante!

Ouve meu amado,

Sabes bem dos anos de preparo que te submetestes apenas nesta tua existência atual...

E lembras também de quem foi a tua Instrutora pessoal durante as longas noites no Templo Etérico, onde recebestes as orientações para a tua missão de vida...

Tens plena consciência disto... e confiamos em ti, guerreiro da Luz!

Os registros akáshicos da tua jornada terrena foram abertos, porque já estás pronto para o resgate do teu Ser Interno e possa com discernimento e sabedoria, usá-las para o Bem da raça a qual tu serves!

Deixamos em tuas mãos, num tempo longínquo... as chaves que abrirão uma nova era para este mundo terreno, saibas agora... amado coração... que há uma guardiã destes Portais que ainda terás de encontrar...

Ela será a tua conexão entre o Céu e a Terra e carrega em si mesma, a senha que te colocará diante da tua Grande Missão... 

Assim como foi na Atlântida... vocês dois voltam para cumprir o que não foi possível naquela época...

Fica pronto meu querido para o chamado final que em breve ocorrerá...

E sob a “luz do luar” irás ouvir o som das trombetas.

Então, neste momento, a voz do teu coração te levará até o reencontro que reservamos para ti!

Mantem a tua serenidade, compreensão e paciência...

E tudo ficará bem.

Estou contigo, sempre!

Nada.”
(Fevereiro/2011)

Artigo original: Meu Complemento Divino
............

Na verdade a minha mentora espiritual havia deixado "10 pistas" codificadas naquele longínquo mês de fevereiro de 2011 e que deveriam ser analisadas, refletidas e usadas com discernimento ao longo dessa busca, pois cada "dica" continha uma salvaguarda de segurança para o sucesso deste reencontro mágico.

Confesso que cometi um erro grave naquele relacionamento em fins do ano de 2012, quando pensei que havia reencontrado de fato a pessoa certa, mas que em apenas 28 dias terminou de forma decepcionante.

Esta foi a revelação da primeira dica (ilusão da vida), pois o encanto e a fascinação desencadeiam um deslumbramento que ilude a mente e o coração. O envolvimento inicial nublou a sequência que deveria ser feita com discernimento, antes de qualquer tomada de decisão.

Na segunda dica (vê o que o futuro te aguarda!), a minha mentora havia me mostrado a imagem da futura mulher, e o rosto dela não foi revelado e apareceu apenas com um facho de luz cobrindo a face. Mas tinha a aparência de uma mulher muito mais nova que eu.

Com essa revelação senti que a Mestra Nada queria me dizer que a mulher que tanto sonhava estava encarnada e então, que confiasse e seguisse em frente, pois a partir do que foi me mostrado, um futuro realmente me aguardava! Somente que naquela época em 2011 ainda não fazia idéia do que ainda viria a ocorrer e como um dos itens mencionados, poderia ter evitado o engano que aconteceu no relacionamento seguinte.

Até mesmo o acesso à terceira dica (registros akáshicos) mostrava que a pessoa certa havia vivenciado comigo em vidas passadas, muitas separações traumáticas. Atos de traições eram marcantes com finais dramáticos. Traríamos em nossa vida atual as marcas destes passados remotos. Estas eram as informações contidas no Livro da Vida sobre a Sacerdotisa que buscava incessantemente reencontrar.

Por isso, deixei registrado um poema para essa mulher que tinha a certeza que iria reencontrar em breve. E fiz isso como resultado de uma profunda avaliação sobre a minha esperança de não cometer novamente os erros do passado. Em cada verso continha a reflexão sobre o meu acesso aos registros akáshicos da nossa vida comum.



As (chaves) foi a quarta dica e era do meu conhecimento o seu significado e o seu propósito. Não era apenas "uma chave" e sim, várias. Este era o detalhe importante a ser observado porque relacionava-se a 7 (sete) Portais Sagrados sobre a Ascensão de Gaia que deveria ser mantido em segredo absoluto.

Sobre a realidade dessas chaves, a revelação sobre o seu significado foi feita em meados de 2011 através de três mentores espirituais, depois de negar por 7 anos que carregava comigo estas chaves, as quais conhecia o propósito. Nunca me sentia bem quanto a isso, devido à responsabilidade e dos riscos que isso acarretaria para uma pessoa encarregada daquela missão.

E (guardiã destes Portais), que foi a quinta dica, confirmava que somente esta Sacerdotisa tinha o conhecimento da existência destes Portais e que ela mesma, me mostraria onde cada um destes Pontos Focais de Luz estavam localizados. Aqui a expressão "guardiã" tinha uma verdade oculta que somente no tempo certo entenderia a sua importância e do porque da existência dela.

E foi surpreendente quando esta mulher surgiu e se tornou imediatamente a "guarda costas" oficialmente nomeada por mim dentro da Grande Missão, quando eu estava recebendo intensos ataques por parte das forças anticrísticas e necessitava de uma sacerdotisa com dons mediúnicos que fosse altamente capacitada para lidar com as ondas magísticas perpetradas pelas falanges negras contra mim. Cabia a ela me alertar dos perigos iminentes contra o Plano Divino.

"Ela será a tua conexão entre o (Céu e a Terra)..." foi a sexta dica que provaria que apenas essa pessoa poderia cumprir esta revelação, já que é uma função de Sacerdotisa ser o canal entre a Hierarquia e a Humanidade. Portanto, essa mulher teria em seus registros akáshicos, a confirmação da verdadeira realidade de quem era e que carregava em si mesma a condição de uma Deusa.

Nenhuma mulher que até então havia conhecido cumpria este requisito e por isso, num momento de introspecção comecei a escrever sobre isso, do nível de relacionamento que envolve dois seres numa mesma missão e também da complicação que existia numa relação marcada por uma perseguição implacável por entidades das Trevas com o objetivo de interromper a missão conjunta entre uma Sacerdotisa e um Guerreiro, nascidos para cumprir um plano divino.

Os textos foram publicados com o título "Pensamentos... de Amor!" e narrados em cinco partes, conforme o link a seguir:



A sétima dica (senha) era o segredo máximo e bem guardado até de mim mesmo, pela minha mentora espiritual. E somente no momento certo saberia o seu significado, pois seria essa pessoa, a única que tinha a revelação final sobre a Grande Missão em que estaria envolvido de corpo e alma. Essa mulher traria a "senha" que mudaria toda a minha vida, o meu destino e a minha missão pessoal e até então, ninguém havia conseguido algo neste sentido.

A quinta, sexta e sétima dicas continham uma combinação entre si, que separadas não podiam revelar o Grande Mistério Oculto, mas que somente uma pessoa bem específica poderia desvelar essa mensagem, pois teria que ter caminhado ao meu lado por várias vidas regressas, numa mesma missão espiritual. Esta revelação ficou registrada em vidas passadas e somente juntos novamente, poderia ser acessada em toda a sua extensão. Cada um de nós tinha o pedaço que faltava para complementar a história do outro.

A referência sobre a (Atlântida) na oitava dica indicava o início da nossa jornada terrena, ela como sacerdotisa e eu como guerreiro na superfície deste planeta, após o desastre ocorrido no final do ano cósmico, milhares de anos atrás. Após aquela tragédia, deixei o manto sacerdotal e passei a viver como um guerreiro da Luz durante cerca de 26 mil anos, para cumprir um juramento feito sobre o corpo de uma sacerdotisa que morreu nos meus braços após um ato de assassinato cometido contra ela.

Durante mais de dez mil anos ela não reencarnou na Terra, retornando somente há cerca de 15 mil anos para concluir a sua missão divina como sacerdotisa neste orbe terrestre.

Com a dica sobre a Atlântida, a minha mentora espiritual revelava que neste reconhecimento saberia identificar a mulher que deveria se unir a mim na Grande Missão e juntos saberíamos o que fazer diante dos revezes, obstáculos e ataques que recairiam sobre nós. Teríamos o ponto de partida no exato instante em que esta missão crística havia sido interrompida naquela época, com o mesmo enredo e personagens envolvidos.

Sob a (luz do luar), a nona dica, foi algo surreal e surpreendente, já que imaginava ser a lua o prenúncio de um futuro reencontro com a minha deusa sacerdotisa. Isto estava marcado profundamente na minha alma. Até mesmo depois de cometer outro engano sobre essa expressão, compreendi que o significado de a "luz do luar" continha uma dimensão jamais sonhada.

Percebi a sacerdotisa e sua possível relação espiritual comigo de uma forma bem literal. Aconteceu na própria Lua, durante uma operação do CAD naquele satélite onde descobri o seu potencial mediúnico e a pureza da sua canalização, diante de tantos hologramas falsos criados pelas forças trevosas durante a missão lunar. Foi uma das operações de maior risco e periculosidade que já havíamos executado até aquele momento.

Somente meses depois, a "ficha caiu" quando passei por uma nova onda de difamações, calúnias e tentativas de destruírem a GM. Descobri que tudo o que ocorria estava relacionado às tentativas de destruírem esta pessoa que se tornou uma das sacerdotisas da GM. E durante as minhas investigações, análises e reflexões, foi que percebi que ela poderia ser a mulher que tanto buscava reencontrar e que agora estava ao meu lado numa mesma missão.

Na época estava só pois o último relacionamento tinha terminado três meses antes e não pensava numa nova relação devido ao acidente que tinha sofrido de bicicleta e quase me deixou paraplégico. Este desfecho só não ocorreu pois tive uma intervenção direta do Comando Ashtar, que me socorreu no exato instante em que meu corpo começou a ficar paralisado. E foi durante a minha convalescência que a revelação sobre a verdadeira sacerdotisa foi feita.

- Siga (a voz do teu coração), guerreiro!

Esta recomendação veio da Mãe Divina e nem lembrava mais das mensagens da minha mentora espiritual, a Mestra Nada. E ao atender a essa orientação, de seguir "a voz do coração", foi que descobri na sacerdotisa, a mulher que tanto procurei durante uma vida inteira. Assim se confirmava a última dica e também finalizava de forma impressionante a sequência contida naquela mensagem da Mestra Nada.

Quando a sacerdotisa decidiu viver a sua vida com o guerreiro, o "céu" literalmente veio abaixo, pois desencadeou uma sucessão de conflitos. As tentativas de separar um casal foi algo "sui generis", marcado por atos de deslealdade, calúnia e difamação.

Em menos de dois meses de vida juntos, em plena "lua de mel", já não estavam a sós, mas com uma imensa responsabilidade de amparo e socorro a um grupo familiar. No meio do "fogo cruzado" recheado de acusações e mentiras, a vida virou um "inferno" no meio do paraíso. E, depois de seis meses, um trabalho construído com amor, muito esforço, extensa dedicação e disciplina se desfez ocasionando sérios danos e perdas materiais, financeiras e morais.

- Mantem a tua serenidade, compreensão e paciência!

Foi esta instrução da Mestra Nada que ajudou a manter tudo de pé, desde o nosso relacionamento, a missão e a nossa vida material. E as imensas dificuldades que temos até hoje, são superadas pela nossa fé, consciência e a confiança que mantemos em nossos mestres, mentores e no Comando Ashtar. A nossa gratidão ao Pai Micah e à Mãe Divina é profunda pelo fato de estarmos juntos até agora, mesmo diante de tantos revezes que sofremos desde que decidimos viver nossa vida após tantas separações trágicas em vidas passadas.

É com o amparo e ajuda desta Grande Família da Luz que um guerreiro e uma sacerdotisa conseguem prosseguir na Grande Missão. Com sorriso e alegria, um guerreiro e uma sacerdotisa caminham juntos onde tudo parece desaparecer sob os seus pés, dando-se as mãos,  ouvindo o que diz seus corações. Com um abraço e um beijo, selam o compromisso de permanecer firmes, mesmo que suas almas sejam sacudidas por uma enxurrada de lágrimas.

A magia sagrada que há entre uma sacerdotisa e um guerreiro é que ambos vivem uma missão. Ela no céu e ele na terra.

Todo guerreiro necessita da intuição de uma sacerdotisa. Na escuridão da batalha e da guerra o guerreiro nada pode sentir senão os anseios da sua alma. A sacerdotisa é capaz de desvendar os meandros da própria alma e nisso, indicar o caminho ao guerreiro.

O guerreiro é capaz de proteger a sacerdotisa em sua missão na Terra. Ela não percebe as armadilhas das trevas durante sua caminhada na escuridão. O guerreiro conhece as fraquezas humanas e as limitações da alma, mas é a sacerdotisa que carrega a luz capaz de revelar a ilusão do mundo.

O "Céu" somente poderá descer à "Terra" se um canal puro puder existir como uma ponte que une o divino e o humano. Essa é a missão de uma sacerdotisa e a de um guerreiro. A sacerdotisa revela o Plano e o guerreiro o executa. Ambos são missionários, pois renasceram para a missão, é nela que vivem e será com a missão que cumprirão o propósito divino para o qual existem.

Este é o Caminho da Alma, Uno com a Missão!

Em Amor e Luz,
Gratidão Profunda!
Shima e Renata

Postar um comentário

 
Top