0

Ontem recebemos uma pergunta muito interessante.
Despertei, e agora?

Às vezes o chão vai sumir sob os seus pés e você pode tomar dois caminhos.
Uma alternativa é brincar de gangorra, sentir o chão sair e voltar sob os seus pés e rever as perspectivas.
A outra pode ser agir como um avestruz, encostar a cabeça no chão, sentir a vibração do solo e então decidir como agir numa situação de conflito.

Em ambos os casos o que vai diferenciar é a perspectiva, o seu ponto de vista e a vibração em que irá se permitir vivenciar.

Quando você desperta, surgem inúmeros caminhos e de pronto sua consciência pode não mudar totalmente.

É aí que surgem os trilhos.
Construir novos trilhos no interior da sua rede de neurônios, reaprender a ver a vida sob a nova ótica que o despertar traz, acordar para a nova forma de viver e vivenciar e então iniciar a nova caminhada, consciente e lúcido de quem é, para que veio e onde deseja estar.

Mais que despertar e acordar, é preciso caminhar com a consciência de uma nova realidade.

E a própria Humanidade agora inicia esta fase, aprendendo a se reconhecer e a conhecer Gaia.
Reconhecer seus princípios e seus propósitos, como ser, como consciência individual, coletiva e seu papel na múltipla consciência e personalidade.

Procure entender como se ligam as teias da vida... como elas se entrelaçam para criar oportunidades, reunir histórias e recriar a vida sobre a face deste Orbe e sobre a Raça humana.

Se realinhe à Sociedade e propósito Universal e deixe a sua contribuição ao próximo, ao Planeta, à raça e aos multi-universos existentes.

Como? 
Comece dentro de si... enxergando cada átomo, célula, órgão e sistema, como se você mesmo fosse um espírito planetário, coletivo e universal.

Como você age com seu corpo? com cada parte dele?
Com cada célula, órgão e sistema...
Como age frente ao espelho? e frente aos outros?
Como age quando come... e com cada fruta ou parte deste Todo?
Você reverencia o alimento consagrado que te integra?

Agora expanda este conhecimento até entender como agir de forma Universal, procure inicialmente o conhecimento de quem é, de como é, como rege e como reage em sua vida. 
E com seus familiares?

Como agiria se fosse uma alma-grupo? como um grupo de animais?
Procure conhecer mais sobre a evolução animal, a evolução dos espíritos planetários, a evolução de espíritos grupo de almas, a dos espíritos instrutores, angélicos, Criadores...

Você já despertou?
Então, tá na hora de criar os novos trilhos.

Já compreende tudo isto? Então, vamos compartilhar...
O primeiro passo de um novo trilho é saber que ele sempre pode gerar novas conexões, incitar buscas e descobrir novos caminhos, num caminho infinito de possibilidades.

Espero o seu comentário... o que descobriu neste novo trilho?

Renata Zimmermann
22/02/2017 às 20:02h.

Postar um comentário

 
Top