0

Espírito de Sacerdotisa e Alma de Guerreira

Como é difícil para as pessoas entenderem que não há diferença entre a espiritualidade e a materialidade. Que são partes integradas e interdependentes uma da outra. Não há como separar o que é uma essência só.

Se já é do conhecimento que tudo é energia e nós somos também energia, então o fato de um elemento ser sólido, outro líquido, outro gasoso e outro éter e assim sucessivamente, sabemos que é o mesmo elemento em diferentes estados de manifestação, conforme o seu grau de vibração.

Assim devemos compreender que o mesmo se sucede conosco, como seres vivos, compostos por vários elementos da terra, da água, do ar e também do fogo... afinal, a corrente elétrica que temos não circula no sistema nervoso?

Agora, coração... se você tem me acompanhado através da leitura dos meus artigos já sabe que também somos consciências. Temos um corpo que é o nosso veículo de manifestação, mas para dirigir este veículo há que ter o "motorista", correto?

Então, você é o motorista.

E você é uma consciência, parte energética de uma consciência bem maior que você mesma. É como se você, como motorista, viesse de uma família de condutores de veículos e ao mesmo tempo estivesse associado à classe dos condutores de veículos, que neste caso seria a sua Mônada.

A sua família é o seu grupo de almas.

Quando você se preparou para tirar a sua "carteira de motorista", o seu Instrutor nada mais foi do que o seu Eu Superior. E frequentou várias salas de aulas, treinou muito, fez vários testes, reprovou em alguns, passou em outras provas, até que finalmente passou no exame final e recebeu a permissão de conduzir o veículo.

Você ganhou este veículo para dirigir do seu próprio Instrutor, que se tornou o seu Mentor espiritual.

E assim você vem caminhando pela superfície deste orbe terrestre. Percorrendo várias estradas da vida, por diversas regiões, culturas, nações e povos. Filiando-se a tantas e inúmeras famílias terrenas apenas para conhecer... o mundo!

Imagina agora, coração, quantas experiências e lições de vida você carrega na sua vida existencial? Como você é rico através destes tesouros acumulados em toda a sua jornada na Terra?

Para nós, humanos é simples descartar o que não nos serve, o que é supérfluo, o que é lixo. Isso não carregamos em nossas viagens. Levamos apenas o necessário para o conforto, lazer e aprendizado. Nada mais é preciso a não ser de coragem. Não é assim mesmo?

Então, para quê sofrer???

Você não foi criado para ser feliz? Então cadê aquele sorriso encantador, amoroso e fraterno?

Deixou isso onde? Esqueceu-se disto em que lugar?

Em sua viagem, vai se zangar com outro motorista apenas por que ele arranhou a lataria do seu carro? Vai fazer disso um inferno na sua vida?

Sorria. Você está vivo e em plena paz consigo mesmo.

Aproveite sua viagem e curta a beleza e a natureza, que Gaia lhe oferece com tanto amor. Aprecie o céu, o mar, as colinas, os vales, as montanhas... os animais... vejam as aves como voam livremente... como a vida é abundante por todos os lados...

Durante o dia você tem o abraço aconchegante do Sol a te banhar e à noite ainda tem a oportunidade de apreciar o brilho da Lua que te envolve. É como estar deitado num colo amoroso debaixo das estrelas que povoam o céu...

Assim caminhamos... assim percorremos os caminhos da vida... e assim vivemos... em amor pelo que somos.

Ao falarmos da vida, não tem como não falar da espiritualidade e também não tem como não se envolver na materialidade.

Uma coisa está ligada a outra.

Uma é a vida do motorista e outra o movimento do veículo que precisa ser conduzido.

Enfim, é a Lei da Vida. Experienciar, aprender e conhecer.

Senão não haveria a necessidade de se ter criado o motorista e muito menos o veículo.

Tem sido essas as minhas reflexões nesta passagem de ano.

E tem sido um aprendizado incrível e revelador ter vivido novas experiências e aprendizados com a Corujinha.

É aqui que começo uma pequena parte de uma história recheada de mistérios, surpresas, revelações, que de um lado foi altamente positivo enquanto do outro lado, ocorreram as mais incríveis aventuras onde intrigas, ciúmes, egos e vaidades se destacaram ao longo dos últimos 18 meses, ocasionando a contraparte negativa.

Mas como tudo é um aprendizado, então confesso que as lições trouxeram outras descobertas e inúmeras quebras de paradigmas para desvendar o nosso lado oculto, a nossa face sombra que permeia as personalidades humanas neste planeta.

A presença da Corujinha é algo inédito onde quer que ela esteja, pois desencadeia um movimento de energias que fazem qualquer pensador quebrar a cabeça de tanto pensar. Por que tanta onda de difamações contra ela? Por que tentam denegrir sua imagem, onde nem sequer pisou ainda no palco? Se nem chegaram a conhecê-la pessoalmente ou mesmo terem um bate papo aberto e solto com ela?

Acreditam que apenas numa primeira apresentação, num primeiro contato já é possível conhecer alguém tão profundamente e tão intensamente, como é a pessoa da Corujinha? Porque criam julgamentos infundados e a condenam sem ao menos refletir no porque ela não participa destas ondas negativas que impetraram contra ela durante um ano e meio?

Não refletiram que enquanto os boatos percorriam a rede social, ela simplesmente estava trabalhando, criando, construindo e se realizando? E onde ficaram aqueles que simplesmente queriam a sua destruição pura e simples?

E sabe o que a Corujinha pensa e sente? Ela apenas sabe doar amor. Quando ela vê tamanha negatividade com o nome dela, apenas se entristece e depois sorri. Sabe que não há sombra que possa permanecer diante da luz sem se rebelar ou se revoltar. Depende do apego.

Sim. Fui testemunha como foi dito numa das declarações públicas postadas na rede social e distribuída na rede de amigos por pessoas que resolveram lavar a roupa suja na internet. Testemunhei sua honestidade, sua sinceridade e seu senso de humor, responsabilidade e seriedade com que ela conduz sua vida, sua missão e sua mediunidade.

É claro que vi lágrimas brotarem nos olhos da Corujinha, porque ela se entristeceu com as pessoas que diziam amá-la e na primeira tempestade lhe viraram as costas. E, sem mais nem menos, da noite para o dia, começaram a divulgar na rede social o seu nome da forma mais desprezível possível.

Muito também me entristeceu ver a Corujinha ser tratada da forma mais vulgar para uma mulher, porque por inveja e ciúme divulgaram tamanha mentira que chocaria qualquer pessoa sensata. Mas fizeram isso. Não tem como tentar apagar uma mancha onde ela não existe. Está apenas na consciência de cada um, limpar sua própria insanidade.

A Corujinha é a pessoa que hoje, você conhece. Que se apresentou, mostrou o trabalho e o sonho dela. Não aquela imagem que venderam dela. Este está sendo o choque de algumas pessoas que se deixaram levar pela onda de calúnias e que acreditaram na mentira.

Sabe de uma coisa?

O que ela tem é o que ela trouxe quando veio morar comigo. Encontrou a sua liberdade. Tenta viver a vida como sonhou e idealizou. É uma mulher livre, radiante e bela. Em suas dificuldades... ela cria soluções, simples e práticas.

Sorri muito. Acredita na vida. E ainda confia nas pessoas.

Em sua caminhada diária nos inspira a perdoar, a compreender e a entender os meandros da vida e da personalidade humana. Mostra-nos a fragilidade e como lidar com cada caso. Onde estão os pontos fragilizados em que podemos superar e vencer.

A Corujinha ensina como nos comportar diante das adversidades. Mostra como no silêncio é capaz de transcender o impossível.

Lembro de sua história na escola, quando tinha apenas uns 13 anos e que num pequeno acidente torceu o pé. Os ossos se separaram e quando foi levada por amigas para ser socorrida na enfermaria da escola, um colega simplesmente parou na sua frente e pisou com toda a força no local lesionado, pensando que era mentira. Isto ocasionou uma hemorragia até o joelho e depois de engessada, mesmo com atestado médico foi obrigada pela professora a fazer a educação física, mandando-a fazer 120 flexões enquanto forçava um dos pés no quadril da Corujinha, o que acabou lesionando a sua coluna.

Desde a infância a vida da Corujinha foi marcada e tudo isto ocorreu porque sua mediunidade atraiu a atenção mesmo que de forma inconsciente, ocasionando atitudes negativas de pessoas que poderiam tê-la ajudado muito e principalmente, não ser julgada de forma tão perversa. 

Desde que nos unimos tenta viver a sua vida como sempre sonhou. Mas há um ano e meio passa por tempestades e turbulências desencadeadas por pessoas que simplesmente não conhecem a sua vida... a sua história.

Mas ela venceu o primeiro desafio.

E desde que reencontrei a Corujinha, fui testemunha da sua luta, da suas conquistas e de tudo o que passou para alcançar sua mais linda vitória. A sua realização profissional que começa agora a se manifestar diante de tantos obstáculos e desafios.

Vi seus projetos, como ela organizou o seu plano de trabalho etapa por etapa. Seria um ano bem difícl diante de tantos obstáculos e incertezas. Perdeu muito, mas ganhou confiança, segurança, liberdade e muitas amizades sinceras. Conheceu pessoas novas que estão hoje ao seu lado, apoiando, incentivando e caminhando junto com ela.

Enquanto muitas pessoas reclamam da vida, de tudo e de todos, a Corujinha simplesmente se dedica a conduzir estas pessoas pelo caminho do bem, do amor e da conduta ética. Nos ensina a realizar como pessoas humanas e amorosas. Ensina-nos a curar nossos males e imperfeições.

Quem é essa Corujinha que tanto encanta o coração de um guerreiro?

Olha só...

Confesso que durante toda a minha vida, e não são poucas as minhas histórias e vivências... mas a da Corujinha supera em todos os sentidos e experiências o que já passei em cada momento da minha jornada terrena. Nem é preciso falar de outras vidas, mas somente desta e apenas de um ano e meio em que passei a conhecê-la diretamente através do seus serviços prestados à Luz.

Ela não tem tempo nem para ela mesma.... é médium. Além de outros atributos que ela possui, a mais forte é a de ser médium de incorporação.

Canaliza, psicografa, faz resgastes no umbral em qualquer nivel de densidade, enfrenta as mais altas taxas de negatividade umbralinas e nas batalhas consegue fazer capturas que nem imaginava ser possível para um ser encarnado devido ao grau de periculosidade existente em tais atos.

Os estudos sobre o mundo umbralino são para poucos. A vida além da vida terrena não é um conhecimento comum. É raro, somente poucos conhecem a vida após a morte. As pessoas costumam falar somente do céu. mas desconhecem o purgatório e o inferno. Não tem noção exata do que é isso e como são esses mundos.

E nem poderiam. Já falei muito e muito escrevi sobre esses assuntos.

E acompanhar a Corujinha nestas operações e missões é algo que transcende qualquer conhecimento humano e ocultista. Ela tanto atua nos mais profundos abismos umbralinos quanto nas mais altas esferas interdimensionais. Tudo de forma consciente e lúcida.

Uma hora está em reunião com os mestres e os mentores e logo em seguida está em missão lá embaixo, e quando volta traz consigo inúmeros irmãos que estavam perdidos há séculos e milênios, leva-os para casa.

E como motorista, como a Corujinha age e vive?

É bióloga, é escritora, pesquisadora, instrutora, criadora, webdesign e também empresária. Fundou o Instituto Portia onde atua e difunde os conhecimentos da hierarquia espiritual como também expande a nossa consciência para além dos limites da nossa capacidade de compreensão.

Dia e noite, madrugada adentro é possível encontrar a Corujinha em pleno trabalho com atividades que não se encerram como finais de expediente. Sempre há o que fazer. Atende a todos os mestres, mentores e guias espirituais. Eles sabem que podem contar com ela em qualquer situação ou circunstância.

Às vezes ela está digitando textos, desenvolvendo programas e plataformas para os sites. Divide o tempo entre estudos, cursos que faz e ainda, elabora o planejamento dos cursos que promove pelo Instituto Portia. Cria até os instrumentos necessários para colocar em funcionamento o seu Studio de Gravações.

Tem tempo (não sei como) até para cuidar do Templo da Manifestação Divina, de conduzir e motivar a Comunidade Ninho das Águias, do Comando Águia Dourada e ainda assim estar sempre colocando em dia as atividades junto com suas dirigentes dos Grupos de Estudos Internos da GM, apresentando novas sugestões e idéias.

Ouve sempre sua equipe de trabalho e com alegria e sorriso amplia os horizontes das Comunidades de Alunos do Curso Jornada da Alma, das Crianças da Nova Era, dos Eventos Planetários...

E se não fosse o bastante ainda arruma um espaço para mim, para aperfeiçoar e aprimorar o meu trabalho no Blog Caminhando com o Mestre, com os canais no Youtube... e a Corujinha ainda prossegue administrando as diversas páginas no Facebook.

Atua profissionalmente também como bióloga aqui na cidade de Barra do Garças dando assistência nesta área junto aos órgãos públicos.

Agora... se depois de tudo isso, você que ainda insiste em denegrir a imagem da Corujinha ou mesmo ficar difamando o seu nome na rede social, peço com carinho e amor uma reflexão:

- Você é feliz? Tem saúde? Tem estabilidade financeira? Consegue tocar sua vida em paz? Tem tudo o que precisa na sua vida?

Então lhe digo: Siga em paz!

Enquanto você está no conforto da sua vida, a Corujinha luta para pagar suas contas e os medicamentos que ela precisa para se manter depois de tantos infortúnios e acidentes que marcaram parte do seu corpo. A você, meu irmão e minha irmã, que se diz da Luz e tem amor crístico no coração ajuda a espalhar a negatividade sem conhecê-la pessoalmente, eu te peço para pensar:

- Você se sente feliz em ajudar essas pessoas que não conseguem enxergar além de seus egos e vaidades?

- Ou prefere seguir seu caminho em paz enquanto a Corujinha apenas deseja a sua felicidade, sua alegria e sua abundância?

Fácil é criar a mentira. Difícil é aceitar a verdade. Uma é medíocre e outra é dolorosa.

No exemplo a Corujinha apenas sorri e deseja que no amor você se manifeste como ser divino, Uno com sua essência crística.

Ela apenas quer que você também... seja amor!

Seja então esse amor e siga o seu caminho na paz profunda.

Para aqueles que ressoam no sorriso da Corujinha ela apenas diz: Eu te amo!

É assim que vejo e vivencio a minha experiência ao lado de uma sacerdotisa que me reensinou o caminho do guerreiro.

Ela também é uma guerreira!

Em Amor e Luz,
Paz em Cristo!
Shima.
Namastê.

Postar um comentário

 
Top