0


O PROCESSO DE TRANSIÇÃO GM/GFH

Saudações da Luz, queridas Águias!

É com muito carinho e alegria que trago novas informações sobre as mudanças que estão ocorrendo na GM (Grande Missão) e a sua transição interna e externa para o novo momento assumido agora pela GFH (Grande Fraternidade Humana da Terra).

No final do ano de 2014 e início de 2015 comunicamos, que a GM passaria a atuar diretamente no plano físico, ou seja, atuaria no mundo material e nossas atividades no mundo virtual seriam expandidas para ações diretas através de uma ONG, onde expressaríamos de forma plena a nossa grande missão de manifestar o Plano Divino na Terra.

Para cumprir as formalidades da fundação de uma Organização Social e Espiritual devíamos seguir os ritos legais, mesmo que fosse feito através de uma rede social. E assim foi feito.

Fizemos o chamado geral para todos os Trabalhadores da Luz em 24/04/2015 conforme foi publicado na época.

Chamado a todas as Águias, Trabalhadores e Guerreiros da Luz! - 24/04/2015


E no dia seguinte, 25/04/2015 foi oficialmente fundada a Grande Fraternidade Humana da Terra (GFH), que teria o prazo de um ano para cumprir os requisitos e normas do Tribunal do Conselho Cármico para sermos reconhecido como uma Entidade Espiritual universal dentro da Criação.

O Decreto da Humanidade e o Manifesto da UTL foram apresentados durante o Festival de Wesak em 04/05/2015 no evento conhecido como a Festa da Humanidade Terrestre diante de todas as Hierarquias Espirituais do Universo.

Neste processo inicial que durou cerca de um mês, reuníram-se em volta do planeta cerca de 10 mil pessoas envolvidas com a fundação da GFH que participaram ativamente da divulgação e da realização do evento.

Na sequência dos 12 Atos estabelecidos para o reconhecimento como Entidade Espiritual diante do Comando Central das Frotas Intergalácticas, após o Ato 4 do dia 20/05/2015, o CAD (Comando Águia Dourada), que é a nossa Unidade de Operações Resgate e Cura, foi elevada à categoria de Comando Estelar e integrada como uma Unidade Estratégica de Apoio do Comando Ashtar, no mês de junho daquele ano.

Desde então, o CAD passou a atuar em conjunto com a GFH em suas ações, missões e operações cumprindo com sucesso todas as tarefas que fomos incumbidos de executar ao longo de 10 meses ininterruptos. Estas ações criaram vários intercâmbios além da nossa imaginação. Os registros de cada missão estão devidamente registrados em nossos arquivos secretos.

Noutra frente, prosseguimos nas tarefas de criar a GFH no plano físico como uma Organização Social, após 3 anos de formação, treinamento e especialização de águias para este propósito. Este processo de seleção dos futuros servidores da GFH foi feito com rigoroso critério, sempre respeitando o livre arbítrio.

"Muitos são os chamados, mas poucos são os escolhidos!"

Este alerta ressoava muitas vezes de forma dura para nós, mas eram fatos incontestáveis devido à dimensão do que estava reservado àqueles que prosseguiriam na Grande Missão. Olhos mais sábios e iluminados passaram a nos acompanhar e supervisionar cada passo que dávamos. Esse foi um fato revelador.

Seguindo a Vontade Divina, devíamos precipitar o Plano Divino na Terra. E isto somente poderia ser feito pela própria Humanidade. E então, o que impedia isso?

Faltava justamente uma Entidade/Organização que representasse essa Vontade Divina do Pai Criador.

"Assim embaixo como acima!"

A Ordem Divina segue uma Lei da Criação. A precipitação.

A partir do ponto onde fizemos a Grande Invocação no Festival de Wesak (20/04/2015), iniciamos um processo ainda desconhecido da maioria dos Trabalhadores da Luz. E  quando o nosso Decreto e Manifesto chegaram aos confins do Universo, a resposta veio.

Haveria um rito a ser cumprido. Por isto os 12 Atos foram oficializados para este compromisso da Humanidade diante dos Grandes Conselhos Universais. A partir da consagração da GFH ocorrida em agosto de 2015, ao término do 12º Ato, iniciou-se um outro procedimento, o da Lei da Precipitação.

Pouco conhecida, esta Lei rege os mistérios da Criação. Foi baseada neste conhecimento que o processo da GFH começou a ser feita de forma dinâmica e determinada. Ocorreram imensos obstáculos no início e muitas incompreensões. Pessoalmente passei a ser difamado e caluniado nas redes sociais e muitas das nossas águias se desviaram ou desistiram dos objetivos traçados para a GFH.

Foram seis meses de atraso em consequências destes atos negativos e as etapas dos alicerces da GFH que foram planejadas tiveram que ser adiadas para este ano de 2016. Teríamos que recomeçar tudo novamente. E assim fizemos. Muitas águias haviam saído desta Grande Missão.

Hoje, emocionado, revejo a nossa caminhada.

O trabalho foi dobrado, desgastante e realizado com poucos recursos humanos e financeiros. Mas a nossa confiança, coragem e fé prevaleceram com os que permaneceram nesta missão de instalar as bases da GFH no plano físico continuaram firmes.

As poucas centenas de membros que restaram no final do ano passado, continuaram conosco. Agora, agosto de 2016 - um ano depois - é surpreendente a volta de muitas dessas águias em nossas atividades. De poucas centenas, hoje apenas 3 dos grupos direcionados ao público já cresceram e somam juntos 6.560 membros.

Isto sem contar os grupos internos de estudos e treinamentos.

Em razão disso, comunico que estarei pessoalmente reassumindo a condução direta dos grupos de estudos do PTL - Portal dos Trabalhadores da Luz e do GCA - Grupo Comando Ashtar, dois dos nossos principais encontros semanais com os Trabalhadores da Luz e das Águias do Comando, dos quais estive afastado para cuidar da fundação da Organização Social - GFH.

Teremos muitas novidades, informações e mudanças nestes grupos de estudos. Haverá muitas instruções de como poderão participar ativamente dos trabalhos que serão promovidos pela GFH.

Nesta semana estamos oficializando os novos Embaixadores da GFH e representantes para as capitais brasileira. A GFH já conta com representantes no Distrito Federal e em nove capitais do Brasil e outros 3 representantes internacionais (Portugal, Japão e Austrália).

Já iniciamos os contatos e prosseguimos em negociações em níveis municipais para o cumprimento das nossas finalidades estabelecidas no Estatuto. 

Na área social o foco inicial da GFH estará nas ações assistenciais, de intercâmbio e parceria com outras entidades congêneres.

Estas informações serão passadas nos grupos de estudos e durante estes encontros vamos desenvolver palestras, debates e reuniões para o esclarecimento de dúvidas e questionamentos.

Outros assuntos que serão abordados nas salas do PTL e do GCA são as novas diretrizes da Hierarquia Espiritual, relacionadas à manifestação do Plano Divino na Terra e como isso afetará profundamente o processo da Transição Planetária e a ascensão.

Em Amor e Luz,
Paz em Cristo!
Shima.
Namastê.

Gratidão ao Pai e a Mãe!

Postar um comentário

 
Top