0
Minhas Reflexões - A GM E O CONSELHO CÁRMICO




Links relacionados:






Saudações da Luz, corações!

Entramos no quarto ano da Nova Era como nos habituamos a registrar os últimos 3 anos de atividades da GM, desde o dia 21 de dezembro de 2012, após o evento ocorrido em Salto do Corumbá, GO.

Este evento foi publicado em Caminhando com o Mestre no artigo:

MINHAS REFLEXÕES: ANO I - NOVA ERA - 12/01/13



É necessário, portanto que cada Águia releia estes textos postados em meu blog e outros que se relacionam aos desfechos ocorridos ao longo destes 3 anos de trabalho focado no despertar das consciências.

Porque foi durante todos os trabalhos, encontros, reuniões, estudos que desenvolvemos os treinamentos para melhor servirmos à Luz durante a fase inicial da GM, onde muitos trabalhadores da Luz reencontraram o seu caminho no Amor Crístico.

A maioria destes trabalhadores da Luz e destas Águias que buscavam suas missões espirituais prossegue em suas jornadas de forma mais consciente e lúcida no cumprimento de suas promessas junto aos seus mestres, mentores e guias espirituais.

Essa parte das atividades promovidas pela GM em que esses corações crísticos alcançaram suas metas iniciais, para depois individualmente, continuarem suas caminhadas, preenchem-nos de alegrias indescritíveis. Uma missão também foi cumprida pela GM.

E assim tem sido ao longo destes 3 anos.

Nem tudo foi um mar de rosas, pois o caminho da Luz é permeado por pedras e espinhos. E sempre alertamos sobre o fato de um trabalhador carregar ou mesmo acender uma vela num quarto escuro. Ia incomodar as sombras!

O uso do discernimento foi o que mais praticamos em nossos encontros e instruções. Aplicamos na GM os 3 D’s (Discernimento – Disciplina – Determinação), além do Código do Guerreiro (Bushido), que manteve a força da Luz em atuação suprema durante os vários conflitos que surgiram entre muitas Águias, em seu despertar da consciência.

Lamentavelmente nem todas as Águias seguiram os protocolos de segurança e deixaram seus egos aflorarem de forma negativa, ocasionando as várias baixas dentro do serviço à Luz. Desviaram-se da missão crística por questões pessoais do próprio ego inferior.

Causaram a si mesmo os danos inerentes ao peregrino da Luz que cai no abismo da escuridão, quando deixam que dúvidas suplantem a fé e discórdias sobressaiam sobre a unidade entre seus irmãos de caminhada. Esqueceram que o Amor une e o Medo separa.

Deixaram-se levar pelas correntezas do fundo do Grande Rio.

Nesta semana, num encontro com a Mestra Nada, minha mentora espiritual e condutora da GM no plano espiritual e físico, como membro do Tribunal do Conselho Cármico enviou-me a confirmação sobre o resultado dos julgamentos de várias sacerdotisas que deixaram a GM e quebraram o voto sagrado do sacerdócio assumido diante do próprio Conselho Cármico e, que serão entregues ao Grande Conselho Cósmico e Universal para o veredito final.

Entre todos os Conselhos criados dentro da GM e que foram abalados com a saída destas Águias, que haviam sido consagradas como Sacerdotisas pela Mestra Nada, Mãe Maria e Kwan Ying, estão nesta relação apresentada, e me surpreendeu por causa da decisão deste Tribunal Cármico.

A relação do resultado final que me chegou às mãos foi grave:

- 1 (uma), recebeu a pena capital de extinção;
- 11 (onze), receberam a pena de banimento;
- 1 (uma), recebeu a pena de exílio;
- 3 (três), estão sub-judice e qualquer vibração ou ação abaixo da linha crística, acarretará um novo julgamento.

Estes resultados que serão confirmados pelo Grande Conselho Cósmico e Universal, devem servir de alerta sobre a nossa atuação e comprometimento no serviço ao Pai e à Mãe Divina. Pois essas ex-Águias sempre foram instruídas e se voluntariaram ao sacerdócio por livre e espontânea vontade, quando convidadas e, fizeram o voto do serviço diante do próprio Conselho Cármico.

As transgressões são do conhecimento de muitos trabalhadores da Luz, que através do discernimento simples e sincero, identificam a ações maléficas desencadeadas por essas irmãs que se desviaram do caminho do Amor Crístico e atuam causando danos ao Plano Divino.

Desviar consciências divinas do caminho da Luz e da sua missão espiritual é gravíssimo diante do Tribunal do Conselho Cármico. Ainda mais de forma consciente como vem sendo feito por algumas ex-Águias, que viraram as costas ao Comando Ashtar.

Não cabe a nós, a responsabilidade pelos julgamentos e sim, estarmos sempre a serviço da Luz. O nosso comprometimento nesta missão sagrada focada no Plano Divino deve ser levado com seriedade e responsabilidade. Uma ação com maturidade espiritual é feito com a consciência lúcida e não tomar atitudes infantis, como se fôssemos crianças ainda.

A GM foi criada por instrução e orientação da Mestra Nada e sob a responsabilidade Dela, foi conduzida sempre dentro das normas estabelecidas pelo próprio Tribunal do Conselho Cármico, de onde sempre me mantive conectado e comprometido pela preservação do código de conduta e ética universal.

Todas as nossas atividades seguem a linha do Amor Crístico e cada Águia presente dentro da GM, em qualquer dos grupos internos, são inspiradas por seus Eus Superiores (Deusas e Deuses internos), que os conduzem em suas jornadas terrenas. Assim tem sido a compreensão, entendimento e compromisso com essas Águias que passaram pela GM, o respeito por essas Consciências Superiores e ao Livre Arbítrio.

Sendo assim, fica registrado aqui, o resultado final do julgamento das ex-Águias que serviram dentro da GM e que hoje, não mais atuam em nossas atividades cujos propósitos são e serão o Serviço ao Pai e a Mãe Divina. E a nossa meta estará sempre focada no Plano Divino.

Em Gratidão profunda ao Comando Ashtar, ao Tribunal do Conselho Cármico e à Hierarquia Espiritual da Terra, a nossa reverência e reconhecimento da Ordem Divina na Terra.

Em Amor e Luz,
Paz em Cristo!
Shima.
Namastê.

Gratidão ao Pai e a Mãe!
Gratidão ao Povo de Aruanda!
Gratidão ao Grande Conselho Cósmico e Universal!




Postar um comentário

 
Top