0




"Viver em Amor" será a maior e mais poderosa força que nenhuma sombra poderá resistir. Sucumbirá. As águias guerreiras jamais podem ser consideradas amadoras, ingênuas ou fáceis de iludir, pois são almas veteranas marcadas por longas batalhas em suas jornadas de vidas passadas.

Foram derrotadas, perderam batalhas e vidas, mas também venceram, conquistaram e salvaram vidas. As civilizações passaram, umas resistem e outras ficaram no esquecimento e nas ruínas, as guerras tornaram-se histórias e as almas guerreiras se transformaram em mitos e lendas.

Essas águias guerreiras por milhares de anos, aperfeiçoaram, evoluíram e amadureceram. Impérios e reinos, povos e nações, culturas e crenças carregam a marca destas almas guerreiras, por toda a superfície do planeta, seja no Oriente ou no Ocidente. Estiveram lá.

Na sincronicidade da Luz e do Propósito Divino, todas essas almas guerreiras voltaram ao mundo dos encarnados para o último e grande desafio: implantar e construir o novo Império da Luz e, desta vez de forma definitiva e eterna. São águias guerreiras porque trazem uma missão especial de restaurar o Governo Divino na Terra e para isso, lutam para vencer o mal sustentado pela Treva.

Essas águias guerreiras não temem as sombras, pois as conhecem de longa data, de muitas vidas. Sabem quem são e como agem. Conhecem profundamente as táticas e estratégias que usam a escuridão, como ambiente para desfechar os ataques contra as forças da Luz. E nessa escuridão sabem que a ignorância e a mentira são armas contundentes.

Por isso, as águias guerreiras não se acomodam e nem se distraem diante da ilusão da vida, buscando sempre o aprimoramento interno e novos conhecimentos nas suas técnicas de combates. A todo momento mantém suas armas prontas para uso e defesa, conhecendo o potencial de cada uma delas para qualquer eventualidade.

Uma águia guerreira tem a sua intuição apurada e confia nela. Sente com o coração as armadilhas que são colocadas diante de cada passo em sua caminhada para manter a Luz no mundo. Reconhece seus iguais como identifica seus adversários, que compreende que não são inimigos a temer, mas amigos a resgatar.

O senso de justiça de uma águia guerreira permanece na linha da compaixão, pois vê as limitações de cada personalidade fragilizada, mas não se engana pelas seduções do canto da sereia, que tem na intenção o desvio e a distração do guerreiro para o seu abate final.

Na vitória jamais humilha um guerreiro derrotado mas concede-lhe a honra da misericórdia pela compreensão de ter estado diante de um grande opositor e não um inimigo de si mesmo. Apenas que lutaram em lados opostos. Tem a visão da águia na certeza de que em tempo de paz, todos se reúnem na mesma mesa para comemorar no espírito da confraternização humana.

E na derrota evita encontrar culpados por sua queda. Olha para si mesmo e procurar corrigir seus erros para melhorar a sua condição de alma guerreira e não repetir as mesmas falhas no próximo embate. O polimento interno e externo de condutas é que o torna capaz de participar das grandes batalhas da vida. A alma guerreira jamais recua e quando cai, fica de pé.

O que uma águia guerreira abomina como desprezível é o ato a traição e deslealdade. Entende que, quem se deixa levar para este patamar de conduta ainda precisa de enfrentar muitas batalhas internas, antes de ir para a linha de frente e participar das verdadeiras batalhas em campo. Um guerreiro frágil compromete a vitória e a vida de outros guerreiros e coloca a missão em risco de fracasso.

Numa carreira de vidas em combates, uma águia guerreira encontra o seu centro gravitacional no sentido aguçado através do puro discernimento. Aprende a lidar com o tempo e a paciência é algo revelador. E nesta prática conhece o valor da disciplina aplicada com sabedoria em qualquer evento ou circunstância. Mantêm o equilíbrio interno e a harmonia no coração.

A águia guerreira em sua maturidade aprende a não reagir quando provocado ou ameaçado. Conhece a força da ação e reação. Torna-se um conhecedor da magia pura da vida através da lei da causa e efeito. Mas, não fica omisso ou negligente quando uma força poderosa tende a destruir os trabalhos de sua missão ou da qual é o responsável como guardião.

O maior caminho da águia guerreira é quando suas asas voam livres na direção do Amor. Conhece o verdadeiro sentido da liberdade. Não se deixa escravizar pelas ilusões da vida. Combate com coragem a escravidão. Sabe que a verdade que revela a alma humana ainda em evolução, choca mentes e corações que vivem adormecidos. Reconhece que a opressão limita e causa frustração e decepção.

A verdadeira águia guerreira evita o confronto direto sabendo que a perda de energia desgasta e cansa. Domina seus impulsos e atos impensados quando vê que a maioria se compraz na escravidão, que tenta libertar. Então, não dispende sua força desnecessariamente, mas busca exemplificar em suas atitudes e gestos o Amor que tem o poder de livrar a todos da prisão. Conhece o processo da metamorfose de um casulo.

O foco de atenção de uma águia veterana é naqueles que promovem o bloqueio e impede a liberdade de mentes e corações, escravizando suas consciências. E nisso, expande uma nova forma de expressão da vida. A vida em Amor. Usa dos movimentos amorosos de suas asas para mostrar que todos podem voar como as águias. E neste exemplo, expande as consciências com Luz e Amor.

Portanto, queridas águias guerreiras...

Ser Amor é o caminho, a verdade e a vida!

Paz na Terra!
Shima e Céliah.

Postar um comentário

 
Top