1


A meta da Missão Paz na Terra
Versão em áudio




Saudações da Luz!

Corações do Amor Crístico, ouçam a voz que ressoa no recôndito da Câmara Secreta onde flameja a sagrada Chama Trina. Nesta orientação interna receberão as respostas para seus dilemas e dúvidas. Confiem, portanto, nesta força interior que vem do seu próprio Criador.

Como em qualquer espaço/tempo onde as consciências humanas não conseguem se expressar na liberdade e são aprisionadas por interesses malignos em regime de escravidão, para manter a submissão de uma raça a interesses ocultos e danosos à evolução da Vida, a intervenção da Luz se fará.

Quando o direito ao livre arbítrio é quebrado como uma Lei Imutável e Divina e nessa interferência ocorre a dominação de uma raça através do uso da força, em detrimento daquelas almas que somente almejam a paz em seus corações, então um procedimento de resgate e cura é determinado para o benefício deste povo subjugado.

A Ordem Divina uma vez que foi invertida por aqueles que deveriam zelar pelo seu cumprimento, deve ser restituída à sua essência e natureza original. As forças da dualidade – Luz e Treva – possuem um contrato a nível universal para uma atuação em todos os mundos inferiores da Criação e, as Hierarquias de cada um destes Poderes devem cumprir a sua parte até os fins dos tempos, conforme estabelecido em suas “cláusulas”.

A humanidade terrestre foi perdendo sua identidade como uma raça divina e estelar, conforme suas próprias criações mergulhavam suas consciências de Luz na densidade da terceira dimensão física, afastando-se do seu propósito inicial ao penetrar de forma induzida na mais profunda escuridão, sendo por fim, confinado em campos de experiências que romperam com toda a dignidade e ética de conduta humanitária.

Décadas atrás, enviados da Hierarquia Divina vieram à Terra em missão de Paz e do restabelecimento da normalidade nas relações interplanetárias, e apresentaram junto aos governantes mundiais a proposta de emancipação da Humanidade e o seu retorno ao convívio estelar. A proposta foi recusada por esses governantes e a missão Paz não foi aceita. Estes encontros foram mantidos ocultos de todos os povos da Terra.

As Forças da Luz atuam no cumprimento da Lei do Livre Arbítrio e não há intenção de romper esta parte da Ordem Divina estabelecida nestes mundos inferiores, desde que um evento extraordinário ocorra e seja necessária uma intervenção direta da Luz no cumprimento de um mandato emitido pelo Conselho Universal dos Anciãos dos Dias. Este mandato somente pode ser autorizado por um Decreto Divino.

A Terra hoje está sob a Intervenção Divina decretada em dezembro de 2012 e confirmada em janeiro de 2013 pelos membros do Conclave do Conselho Cármico da Humanidade e pela Hierarquia Espiritual da Terra.

Conforme estabelece a Lei da Ordem Divina, o Decreto de Intervenção foi entregue ao Supremo Conselho da Treva informando sobre o fim do período da escuridão imposta à humanidade terrestre, isto porque ocorre um evento extraordinário sobre a superfície do planeta, por decisão do próprio Criador e Soberano deste Universo, no qual a presença do Grande Ser em nossa dimensão terrena terá a sua permanência assegurada em todos os aspectos da segurança pessoal e física.

Está estabelecido em um dos parágrafos deste Decreto Divino:

(...) - “Toda a ameaça à integridade física e consciencial do Grande Ser terá resposta imediata e instantânea por parte da Sua Escolta de Segurança, sendo autorizada a aplicação da Pena de Extinção de Vida no ato que viole a condição humana do Emissário Divino e Sua Missão na Terra”.

A divulgação ou declaração de todo ato de guerra, de confronto ou de ataques contra os membros da Missão Paz na Terra por parte do Conselho Supremo da Treva, são nulos a partir deste momento, e não serão aceitos pelas Forças da Luz que estão em operações de Limpeza Planetária. Todas as ações nocivas e agressivas contra a ação da Luz na Terra ocasionarão o cumprimento e execução do parágrafo acima citado.

É mantida as cláusulas estabelecidas no Contrato da Dualidade, onde as Partes assumem suas responsabilidades pela colheita final dos seus filiados dentro dos termos estabelecidos e de acordo com a Lei do Livre Arbítrio, anulando-se qualquer ato de interferência contrária a esta Lei. E no que diz respeito a esta cláusula foi notório o uso de instrumentos nocivos e aparelhos de tecnologias não autorizados, para a indução de mentes humanas com o objetivo de dominação e supressão da liberdade de suas consciências.

Neste caso, aplica-se a nulidade e a extinção de “contratos cármicos” oriundos neste método de controle mental, juntamente com a incisão de implantes de qualquer nível e grau com o objetivo intencional de desvios energéticos e de consciências, que tenha promovido suas quedas vibracionais sem o consentimento de suas consciências superiores, e fica determinado a sua liberdade plena e incondicional. O não cumprimento desta cláusula estabelece a detenção, prisão e no caso de tentativa de impedimento da ação saneadora, cuja reação seja considerada agressiva à Ordem Divina, aplica a Pena de Extinção de Vida à entidade violadora.

Segue-se também outra determinação para ambas as Partes envolvidas no Contrato da Dualidade de que, os sinais marcados nas frontes dos que optaram por um dos caminhos por sua livre escolha e decisão, não sofrerão de interferências ou intervenção por nenhuma das duas Forças, sendo de cada uma destas Partes, a responsabilidade na colheita final das entidades humanas de acordo com a sua filiação.

Aqueles que não ascencionaram para além do patamar da terceira dimensão deverão ser enviados para outro campo de experiências, onde continuarão o seu processo evolutivo de acordo com o estabelecido na Ordem Divina.

As determinações contidas no Decreto da Intervenção Divina estabelecem a sua ação apenas no âmbito dos planos existenciais e interdimensionais do planeta Terra, com o alcance para toda a humanidade, independentemente de suas origens planetárias ou dimensionais.

As ações atualmente em processo de execução relacionados à Missão Paz na Terra terá assegurada a sua implementação até a instalação e conclusão do propósito contido no Plano Divino, garantindo a todos os servidores nesta missão, a sua segurança e integridade física e psico emocional, resultando em qualquer tempo na violação deste item, a aplicação da punição acima mencionada.

Este Decreto Divino de Intervenção no planeta Terra tem o Poder de Ação sustentado no Amor Divino e terá sua eficácia e duração, até que o Governo Planetário Divino seja estabelecido no planeta com a entronização definitiva do Príncipe Planetário que será enviado pelo Governo Soberano da Capital do Universo Manifestado.

O Poder da Luz e do Amor é a ação desenvolvida em todo o planeta para efetivar o resgate da humanidade e deve ser implementada de acordo com a cosmoética, sustentada na compaixão, misericórdia e compreensão extensiva a todas entidades humanas condizentes com suas limitações conscienciais, abrangendo na sua totalidade as emanações de Vida presentes no aqui e agora, em sua manifestação da Terra.

É a Vontade do Pai Criador deste Universo, o estabelecimento da Paz neste mundo e o retorno à Fraternidade Humana na Terra, e também a sua reintegração na sociedade cósmica como seres conscientes de si mesmo e da sua divindade universal.

Que a atitude de cada coração sagrado neste planeta esteja em sintonia com a Ordem Divina e sejam partícipes da grande renovação planetária em consonância com o ritmo harmonioso deste sistema e desta galáxia.

No propósito do Servir,
Paz na Terra!
Interventor Divino.

Em Amor e Luz,
Paz em Cristo!
Shima.
Namastê.

Gratidão ao Pai e a Mãe!


Postar um comentário

 
Top