0





O  Caminho da Luz


Saudações corações,

Como é possível falar de Paz, num planeta conturbado e marcado por desagregações em todos os níveis? Por que isso está ocorrendo no mundo, quando se fala que a Luz venceu as Trevas? Onde está a coerência nisso tudo? O que afinal está acontecendo com tantas informações desencontradas? Qual é o caminho que nos leva à Luz?

Em muitos encontros estamos trazendo sempre novas informações, atualizando o quadro geral sobre o planeta e revelando aquelas verdades que não poderiam ser trazidos ao público antes da Vitória ocorrida em janeiro deste ano. A partir deste evento, os trabalhadores da Luz foram alertados pelas mudanças que viriam a ocorrer no mundo de forma acelerada, principalmente após o dia 20 de maio.

Também, muitos seres negativos foram “despejados” dos mundos subterrâneos e deixariam as regiões umbralinas e se instalariam na superfície do planeta junto aos encarnados. Isto já é fato. Seria uma fuga em massa das trevas destes locais e regiões que estão sendo limpos e purificados. E também, tem sido passado instruções sobre a aplicação da Lei do Retorno sobre a Humanidade.

A Colheita ocorre em todos os mundos, incluindo na superfície física e material e isto é um processo que devem ter plena consciência. A separação do joio e do trigo está em andamento e as ocorrências que afloram no planeta em todos os setores e em todos os relacionamentos sinalizam essas transformações e mudanças. Muito ainda virá aflorar, o que causará imensos e profundos choques nas consciências humanas.

Nada do que virá à tona é “castigo divino”, e isso deve ficar bem claro para todos, e sim, que é parte do processo do despertar planetário. A maioria da raça humana está aprisionada por tanto tempo que se acostumaram com a própria prisão. Acomodaram-se. E tentar mudar isso causará uma reação tanto das Trevas quando das próprias pessoas que não aceitam mudar a situação. As crenças enraizadas até o âmago das entranhas impedirão qualquer ação libertadora.

Por isso, o caminho da Luz é a do Amor e Compreensão. Nem todos poderão ser resgatados, já que a maioria da imensa população humana na Terra terá que seguir a mesma rota para continuar os seus “resgates cármicos” em planetas tridimensionais. Os apegos serão suas próprias prisões na próxima etapa evolutiva.

Por mais que haja a boa intenção dos Trabalhadores da Luz na ação do resgate é certo que, sem o discernimento e o conhecimento do que ocorre do outro lado da existência, será nulo qualquer tentativa de ajuda neste plano terreno. Terão que experimentar o caminho da dor e sofrimento ainda e por tantas vezes que sejam necessárias apenas para acordar do mundo dos sonhos num quarto escuro. Essa é a verdade que dói para muitos.

Quando me questionam o que fazer com os responsáveis que tanto mal causam à humanidade, a resposta que deixo sempre em evidência, é que nada podem ou devem fazer para confrontar diretamente esses que são personalidades poderosas ainda no planeta. Evitem o confronto e sim, que devem buscar o seu ser interno como prioridade máxima e então procurar estabelecer dentro de si mesmo a paz e serenidade que são necessárias para o momento atual e para os eventos que virão em breve sobre o nosso planeta.

Não há motivos para temerem nada a não ser o próprio medo que carregam e que criaram dentro de si mesmo. Suas consciências precisam ser acordadas para a grande realidade em que viveram até agora. O mundo da mentira vai desabar aos poucos, não poderá ser feita da noite para o dia, pois nenhuma pessoa suportará o choque desta verdade. E não é interesse lá de cima que se perca a criação humana neste momento decisivo. O dilema é quantos realmente poderão acordar a tempo de fazer as escolhas corretas e quais irão para um lado e outro da margem do Rio.

O maior choque advirá dos núcleos dos Trabalhadores da Luz, pois nem todos e isso posso afirmar com segurança que nem na sua totalidade, são guerreiros reais da Luz, senão apenas almas que anseiam em se libertar desta prisão, pois quando muitos vieram à encarnação terrena, chegaram por curiosidade e para sentirem essa ilusão e acabaram por se emaranhar numa teia ilusória que nem sabem mais como encontrar o caminho de volta. Isso tem causado muitas frustrações e decepções levando alguns à depressão.

Muitas mensagens ditas vindas da Luz não foram da Luz e isso criou egrégoras quase impossíveis de serem desmanchadas agora. Terão que arcar pelas escolhas feitas e pela falta do uso do discernimento e reflexões. Foi mais fácil se acomodar ao lado de muitos e alimentar esta teia ilusória. O que dá mais ibope e cria o ambiente de seguir a onda, como se soltar numa correnteza sem esforços e deixar-se levar, tem sido a atitude da maioria dos Trabalhadores da Luz. Esse foi o comodismo. E também uma escolha.

Agora que chega o momento de tomar uma decisão, será mais dolorosa. Largar o apego que inflamou muito e deixar de lado o hábito de ser “esponja” e “vampiro” causará muitos traumas nas consciências humanas. Para uma satisfação pessoal, alimentaram essa rede maligna e sugaram desta mesma energia. Por isso a Lei do Retorno será dolorosa para se aceitar.

A mobilização global para a união dos Trabalhadores da Luz tem o propósito de promover o suporte em massa para todos aqueles que sentirem que “perderam o chão” sob os seus pés, ou mesmo que venham a sentir à beira do abismo sem ter um rumo ou direção a tomar. O apoio mútuo através da compreensão poderá abrir uma nova porta para todos que querem realmente seguir um caminho radiante em Luz real e verdadeira. O caminho do Amor em Ação é a proposta desta mobilização planetária.

Sobre o Ato 7 – Vida em Amor – é o tema que será concluído agora na sexta feira dia 19/06 e, aborda uma situação de extrema importância após a série de revelações feitas a partir do Ato 6 – Verdade com Amor -, quando muitos Trabalhadores ficaram chocados com a retirada de véus sobre vários temas e assuntos ligados à espiritualidade. Não estamos aqui para “adular” ou ficar ditando palavras lindas para satisfazer egos ocultos e sim, para acordar e colocar aquele “despertador” para tocar, com a intenção de tirar da cama (comodismo) os Trabalhadores da Luz que vieram para promover uma reforma interior e fazer seu próprio resgate pessoal.

O tempo findou. Agora é decisão e nada mais. Tempo e escolhas todos tiveram. Por isso afirmo constantemente que a boa intenção sem o uso do discernimento é nulo. Estão subestimando a ação trevosa e também o potencial de vocês mesmos que são capazes de vôos muito mais altos, que os levarão à liberdade. Não esperem que outros Trabalhadores da Luz venham e empurrem todos margem acima. Cada um deve fazer o próprio esforço individual, largar pesos desnecessários e prosseguir na subida.

A forma correta disso ser feito e realizado é “viver em Amor”, porque assim procedendo em suas vidas, cria um campo imenso de participação, compartilhamento de experiências, além de vivências e, nessa ajuda mútua o suporte para transpor a correnteza do Rio fica amenizada. A união é uma necessidade para se criar a força onde a Luz possa se sustentar e o Amor para manter o caminho aberto para a humanidade. A cada passo dado pelo esforço pessoal, é um exemplo para o mais próximo de cada um, para ter um padrão de referência em como fazer para sair do fundo deste Rio ou deste quarto escuro.

No trabalho individual de ajuda, é dispendido muito esforço com pouco resultado diante do momento atual. É preciso a união porque isso desencadeia uma ação poderosa como estender a corrente, cujos elos proporcionam maior capacidade de resgate e socorro. Cada ligação do elo soma-se e nessa união a força é sentida. Se tudo for feito de forma amorosa com atitudes serenas oriundas de reflexões sinceras e disciplinadas, então tudo será possível para que a Luz seja vitoriosa também no plano físico.

Não estamos aqui encarnados para combater ninguém, estes tempos já ficaram no passado. Nossas lutas na Terra II foi outra história e outro propósito. Agora não. A realidade da Terra foi mudada. O nosso verdadeiro combate e nossa real batalha é com o nosso interior agora. Obter a paz interna através da compreensão de quem somos. Depois desenvolver o sentido da compreensão de onde viemos, para termos o discernimento de saber para onde queremos ir. Isso é um fato evidente nas buscas que ocorrem com todos vocês, Trabalhadores da Luz.

Deixem o caminho da ilusão e do quarto escuro. Saiam da cama e assumam a realidade de viver o dia. A noite se foi. Desenvolvam este Amor que são dentro de vocês mesmos. Sabem disso. Acreditem nisso. O que há dentro de cada um é a maior e mais poderosa força jamais vista neste mundo ainda. Sejam Amor!

Caminhem de forma amorosa, evitem conflitos e discórdias. Estas energias não fazem mais parte do mundo de vocês. O que criam, manifesta. Então zelem para manter e sustentar bons pensamentos, ótimas condutas e não se deixem guiar por impulsos e emoções de baixa vibração. Sabem para onde levam estas energias. Aí fica a escolha. Depois não tem dizer que não sabiam ou não tinham consciência disso. Até criança sabe onde dói e porque machucou.

A “Vida em Amor”, significa que deixaram de ser peregrino da Luz e percorrem o caminho do guerreiro que vence sem lutar, as suas próprias sombras. A sabedoria é a lição desta fase da caminhada, por isso a prática do Amor define a direção. E o exemplo amoroso no comportamento e atitude de um guerreiro exprime sua confiança nos designíos divinos reservados àqueles que sinceramente e com disciplina almejam alcançar a sua reconexão com o ser interno, sua alma.

Em Amor e Luz,
Paz na Terra!

Shima.

Postar um comentário

 
Top