0



Meus corações amorosos!

Saúdo-vos pela linda caminhada que percorreram até este momento sublime em que cada um, desempenhou um papel de suma importância neste Evento magnífico, ocorrido ontem, dia 04/05, em que as bases da Grande Fraternidade Humana foram estabelecidas na Terra. Sem a participação consciente de todos, numa união de Trabalhadores da Luz... esse projeto divino não poderia ocorrer.

A mobilização individual espalhou-se como uma onda através de uma rede mágica que envolveu a todos que irmanavam num mesmo sonho e ideal. Este movimento solidário foi um resultado do longo trabalho desempenhado por cada um de vós, em suas lutas constantes ao longo dos últimos anos, sustentando a todo o momento em todos os conflitos e discórdias, dúvidas e inseguranças, a confiança num Plano Divino.

Ainda temos um longo percurso para trilhar, nesta senda sagrada para encontrar o caminho da renovação planetária e humana. Há muito trabalho a ser feito, mas já deram o passo mais decisivo que ainda assim, estão longe de imaginar os efeitos em vosso mundo. Poderão vislumbrar uma nova realidade, pois a visão de uma águia alcança além da linha do horizonte. Então, na manifestação do Plano terão que soltar vossas asas ainda atadas ao corpo. Devem sair do casulo.

Conhecem agora as sombras que envolveram vossas consciências dentro de um quarto escuro e sabem dos efeitos que essas trevas causaram em vossos corpos e sentimentos nublando vossos pensamentos e emoções que ocasionaram a cristalização das mentes e também, endureceram vossos corações angelicais. As dores desencadearam tantos sofrimentos, doenças, conflitos e misérias. Este era o mundo do aprendizado terreno, e do porque vieram a esta dimensão experimentar essas sensações.

Lá de onde vieram, corações amados, é um mundo de Luz, e de lá, curiosos observavam a jornada das almas estelares em seus mergulhos na escuridão. Assistiam a tudo e não entendiam como as consciências divinas podiam se perder naquelas sombras sendo centelha divinas que brilhavam dentro do próprio ser. Percebiam a grandeza de cada alma guerreira, pois estas descidas eram verdadeiras batalhas contra as fortes correntezas de energias densas, pesadas e escuras.

Uma vez no fundo do grande rio era quase impossível ver a claridade da superfície das águas ilusórias que cobria todo o leito profundo e lamacento. Tudo o que se via eram movimentos violentos, medos e conflitos, numa explosão de sensações que geravam emoções que desagregava toda a estrutura interna dos corpos que usavam como veículos para transitar nestas dimensões inferiores.

As consciências nada mais viam do que os limites que eram impostos pelo ambiente em volta. Pela pressão da ilusão promovida pelo movimento das sombras, aprisionando a mente numa pequena caixa com dois furinhos, tudo o que se via eram as cenas dramáticas, cujos relacionamentos eram movidos pelas paixões terrenas carregadas de cobiças, orgulhos, invejas, ciúmes, raivas e ódios que dilaceravam suas sensibilidades de almas puras e amorosas.

Nesta longa jornada pelo fundo do leito do grande rio, deixaram-se levar pelas correntezas. A maioria se acomodou... e a consciência se atrofiou. Perderam a noção de questionar, pensar e refletir. Com o tempo nem a consciência de si mesmo sobreviveu. A omissão abriu espaços para a manipulação das mentes e corações e a escravização tomou conta do planeta. A lei do mais forte prevaleceu. A força bruta aflorou como erva daninha no Jardim, onde as inocências das flores sucumbiram diante da contaminação malévola. O mal passou a predominar e se alastrou como uma peste incontrolável por toda a superfície. A guerra pelo domínio da humanidade alternou-se por ciclos de influência entre a Luz e a Treva.

Mesmo com vossas consciências adormecidas, vossos corações pulsavam internamente nas chamas do fogo sagrado em que flamejavam como centelhas vivas, as vossas essências divinas. Isso jamais pode ser apagado de vossas memórias, pois eram de naturezas cósmicas. A Terra poderia cobrir vossas frontes, e não vossas origens estelares. Bastava olhar para o céu e contemplar as estrelas. A saudade sinalizava a raiz cósmica. A busca interior era ouvir o som do coração, a voz silenciosa que a todo o momento chamava a vossa criança de volta para casa.

Cansados, esgotados, perderam vossas esperanças em determinados momentos de vossas jornadas terrenas, mas retornavam noutras vidas para resgatar a própria essência. Caíram na Roda da Ilusão para completar ciclos de aprendizados e crescimentos para alcançar a maturidade e poderem exercer as vossas soberanias sobre todos os reinos da Criação, pois nestes mergulhos, nas idas e vindas, desvendaram vossas heranças divinas. Sentiram-se filhos do Grande Criador, Pai de toda a Criação Manifestada.

Descobriram ao longo da caminhada que possuíam a alma guerreira imersa em vossas consciências adormecidas. Compreenderam então, as batalhas que travavam em vossas vidas e com o vosso ser interno. A dualidade da experiência humana ampliou vossos horizontes estelares e passaram a buscar na imensidão interna contida em vossas almas, a consciência perdida no tempo e no espaço. Nesta busca transformaram-se em peregrinos e perambularam o mundo inteiro vidas e vidas, no ideal de encontrar o vosso portal místico.

Agora, neste instante em que se reconheceram como uma fraternidade de irmãos, de irmãs, assumem vossas identidades estelares, e nessa nova condição humana é alcançada a maestria de contemplar os céus e ver nas estrelas cintilantes, a representação terrena de vossas essências divinas. Como a extensão celeste é forrada pelas estrelas, assim também na terra poderão precipitar o Todo como sementes estelares que irão aflorar como centelhas que se espalham pelo mundo como sagrados Lírios no campo, formando a constelação de anjos de Luz na Terra.

A força maior que os conduzirão neste caminho do discipulado é ser Amor!

Eu Sou Maitreya
Vosso irmão em Cristo!

Em Amor e Luz,
Paz na Terra!
Shima.

Copyright © 2005-2016. Por Ernesto Shima - Caminhando com o Mestre Todos os direitos reservados. É dada permissão para copiar e distribuir este material contanto que o conteúdo seja transmitido integralmente e sem alteração, o autor seja creditado, seja distribuído gratuitamente, e esta nota de direitos e o link sejam incluídos. 

Postar um comentário

 
Top