0


Bom dia corações!

É assim que se deve fazer, cada um age e se move com o coração, e a intenção é que determina o resultado. Nada é feito para desarmonizar o que cada um tem de potencial. A unicidade é alcançada na soma onde cada participante se integra com a consciência, alma e coração, o resto acontece. Cada visão, percepção ou sentir varia para cada pessoa. Em nossos trabalhos é alcançada a sintonia e a sincronização para um mesmo propósito. 

Sabemos como cada trabalhador desenvolve seus potenciais quando estão numa determinada missão, onde um trabalho é feito. Por isso sempre afirmamos que não se preocupem se não estão presentes de forma física neste trabalho, desde que estejam em pensamento com intenção de servir e tudo estará de acordo com o Plano, pois estarão atuando até mesmo de forma inconsciente, já que o corpo físico pode estar em sua atividade habitual, mas sua consciência física (mais da metade dela), a astral ou a mental vai atuar nesta missão.

Neste Ato 3, todas as etapas dos 4 rituais estão feitos a nível físico/etérico/astral/mental em sua oitava, por isso qualquer das consciências que for usada, atingirá o propósito do servir. Não há necessidade de que seja da mesma forma que fazemos na hora do trabalho, pois uns fazem de um jeito e outros de forma diferente... por isso a intenção unifica a ação.
Durante o percurso - encontro aqui - é para sincronizar as atividades (ação) de todos numa mesma direção (intenção). Quando mais de uma pessoa se une num mesmo fim (direção/propósito) a força é potencializada, e um canal de fluxo de energias é aberto e conectado com nossas Consciências superiores (Eu superiores) e então o trabalho deixa de ser humano apenas e se integra com o divino, complementando o serviço que se destina a uma ação humanitária ou planetária.

Quando este canal/fluxo ocorre as forças cósmicas atuam e atraem a atenção de todos os seres de elevada luz, incluindo os mestres ascencionados e outros de dimensões elevadas que necessitam da atuação de pessoas encarnadas em corpos físicos, que funcionam na realidade, como "fios condutores" ou "fios-terra" para a ancoragem de energias cósmicas que entram em conexão com as energias telúricas do planeta (Gaia) e assim, a corrente de energias são precipitadas, densificadas e manifestadas. 

O chacra cardíaco funciona como condensador de força, potencializado pela Chama Trina (Amor/Essência) que purifica e qualifica (intenção) o ato de transmutação dessas energias superiores para adequar o seu fluxo a nível físico/sutil, realizando assim o propósito para o qual é atraído esta Força cósmica e divina.

Por isso em nossos trabalhos e encontros de atividades... usamos mais o termo de projeção de consciência, porque a lucidez é de importância fundamental em nossos trabalhos e missões, já que uma consciência desperta é capaz de discernir o ato e o objetivo a alcançar e nisso, potencializa a força de forma consciente, já que sendo tudo energia, a forma consciente/intenção possibilita a condução das forças dévicas, elementais e angelicais para a ajuda no serviço à raça humana, pois todos estes reinos existem também para dar suporte à existência dos reinos minerais/vegetais, animal, humano e espiritual...então, a atuação tanto pode acontecer com as consciências físicas, astrais ou mentais e isso, depende do potencial individual, cada um atua conforme a capacidade já inerente em sua essência e isso deve ser enfatizado sempre... potencializar a força interior de cada um no serviço à luz.

"É na diversidade que a unicidade acontece"... se todos fossem uno, então o que teria que unir? Aqui o segredo do servir!

Em Amor e Luz,
Paz na Terra!
Shima.

Postar um comentário

 
Top