0



A Meta da Mobilização foi alcançada neste dia do Evento. A nossa reinserção na Sociedade Cósmica foi acatada e aprovada, e agora a fase seguinte abrange a nossa reintegração consciente, por isso a Mobilização deve prosseguir durante o período de um ano até maio de 2016. A União dos Trabalhadores da Luz é a sustentação da Grande Fraternidade Humana da Terra que agora tem o Poder de Invocação para uma Intervenção Divina na Terra e isso foi consagrado durante o Ato 4 do dia 20 de maio agora. Nesta nova relação cósmica, a possibilidade da aparição das naves da Força da Luz se consolidou e pode ocorrer a qualquer momento em que alcançarmos o número exigido de Trabalhadores da Luz em consciência e lucidez, para esta ação planetária.

Expectativas frustradas

A decepção de alguns irmãos em relação a não aparição deve-se ao desvio de foco na Meta estabelecida para o Evento. Acontece. Isso sinaliza que ainda temos muito trabalho de conscientização a ser feito. Conscientização é decisivo para a implantação do Plano Divino na Terra. As expectativas que são criadas para determinados eventos, tendem a ser vistos de acordo com a necessidade individual ou o desejo da personalidade, desviando-se do propósito fundamentado. Por isso as decepções e frustrações ocorrem com tanta frequência.

Fazendo a análise do Evento, ficou claro isso e também evidenciou o afloramento das forças negativas infiltradas dentro dos núcleos dos Trabalhadores que se diziam da Luz e atuaram de forma a impedir o sucesso do Evento usando a metodologia habitual da Treva que foi a de denegrir, para desacreditar o trabalho da Luz e com isso enfraquecer a Mobilização.

O Evento tinha tudo para se alcançar um ponto que considerávamos ideal para acionar o Decreto Divino numa primeira fase que era de 144 mil Pontos Focais e a partir desta base, construir 49 Portais de Luz em todo o planeta, onde serão instaladas as bases da Intervenção Divina na Terra através das naves do Comando Ashtar e o apoio da Confederação Intergaláctica.

Isto ocorrerá mais cedo ou mais tarde. O fato de Gaia ter tido êxito em elevar a Terra e conseguir entrar na Rampa vai facilitar as mudanças em todos os níveis de consciência. Durante este período de um ano, a Transição se consumará de forma contundente sobre o governo oculto do planeta que tenta desesperadamente manter-se no poder mesmo sabendo que perderam o domínio da humanidade para as Forças da Luz. Entre eles a briga de poder se estabeleceu internamente e logo a verdade virá à tona para toda a humanidade.

A Grande Fraternidade Humana da Terra

O propósito da GFH é estabelecer os alicerces de sustentação do Plano Divino na Terra com um número que represente pelo menos 10% da população mundial que dará o quorum mínimo para precipitar o Poder da Intervenção Divina na Terra já decretada pelo Criador. A primeira fase foi concluída. Agora é prosseguir com determinação para ampliar a divulgação em massa para o próximo encontro global dos Trabalhadores da Luz que será breve!

A preparação para esta nova fase pós Evento estabelece a atuação de vários grupos de Trabalhadores da Luz no processo de limpeza planetária, cura e resgate em todos os níveis conscienciais e existenciais, além de fortalecer de forma positiva e criativa todos os núcleos das Potências de Luz no planeta, que inclui também todos os Comandos Terrestres das Forças da Luz estabelecidas em vários quadrantes da Terra e que sustentaram o movimento da resistência planetária contra a dominação total da humanidade pelas forças da Treva.

Na atual conjuntura mundial, não há outra força em Poder e Ação que não venha do próprio Ashtar que comanda todas as Águias e do Miguel Arcanjo que comanda diretamente as Legiões dos Guerreiros da Luz no planeta. A reação negativa foi superada pela Bandeira Crística levantada pelos Trabalhadores da Luz que agora vão conduzir o processo de ascensão planetária na superfície da Terra. Assim é.

Em Amor e Luz,
Paz na Terra!
Shima.

Postar um comentário

 
Top