2



Chamado a todos os Anjos Estelares!

Saudações corações amados,

Entramos no Ano III da Nova Era de forma maravilhosa e divina... e durante o Grande Conclave do Conselho Cármico, ocorrida em janeiro último, muitas novidades vieram à superfície do planeta, e a maior delas foi a Vitória da Luz na Terra.

Ainda recordo dos momentos marcantes relacionados ao movimento destes Anjos Estelares que iniciaram suas descidas ao plano físico em meados da década de 70, e como também dos pioneiros desta longa jornada, vestindo o manto de genitoras e genitores destas novas gerações de almas angelicais.

Os chamo de “pioneiros” pelo simples fato de terem quebrados uma série de tabus e paradigmas para a época em que viveram. Muitos foram considerados “hippies” durante a década de 60 e início de 70, seres marginalizados e completamente fora daquela realidade convencional.

Mas exemplificaram a coragem de sustentarem a liberdade de suas almas, lutando para expressarem suas vozes em movimentos que mais pareciam ondas, cujas marés traziam uma nova esperança para o mundo, sufocado em idéias ultrapassadas e convencionais, que mais amordaçavam e acorrentavam do que abriam as portas para um mundo novo.

Ainda hoje relembramos o acordar destas almas pioneiras, através de suas heranças que deixaram para as futuras gerações através de suas músicas, alegrias, artes, livros, descontração, fé, audácia e acima de tudo... de amor! Seus sentimentos se difundiam na suavidade das melodias que cantavam, trazendo mensagens amorosas de esperança, desapego, compreensão e unidade.

Em fins da década de 70 começaram a emigrar para santuários místicos espalhados pelo planeta, estabelecendo-se em locais cujas energias tinham o potencial de elevar suas consciências crísticas. Abandonaram a vida mundana e se dedicaram a exemplificar a vida espiritual de uma forma mais correta e de acordo com a natureza e com o espírito de Gaia. Foram os precursores da Nova Era.

Para mim, pessoalmente, considero-os como os Iniciadores da missão que seriam desencadeados por todos os Trabalhadores da Luz no planeta em tempos vindouros. Tiveram que arar o campo e semear as primeiras sementes em terrenos ainda inférteis. Persistiram, confiaram e acreditaram no Plano Divino. Tiveram a fé que os moviam na escuridão do mundo.

Seguiam a voz de seus corações.

Seus olhos estavam constantemente contemplando as estrelas. Seus sorrisos transmitiam a leveza de suas almas angelicais. Mesmo vestindo o manto da carne da terceira dimensão, seus sonhos eram de elevadas vibrações, pois idealizavam uma nova humanidade, onde todos pudessem se irmanar no Amor Incondicional. E nessa crença, foram inundando o mundo em que viviam com uma aura transcendental.

O que atualmente chamamos de Trabalhadores da Luz, eram seus sonhos e ideais.

Viveram a vida da terceira dimensão com qualquer cidadão do mundo, como seres humanos em sua jornada espiritual, conscientes de si mesmos. Choraram, frustraram-se, decepcionaram-se, feriram-se, tiveram perdas inconsoláveis... mas persistiram. Mesmo que suas almas silenciassem por longos tempos, mantinha acessa a chama interior... vibravam amor... um amor além da vida.

Deixaram atrás de si, rastros de Luz. Que hoje muitos peregrinam através desses passos, marcados por renúncias e incompreensões. Muitos já partiram sem poder ver em vida, aquelas sementes começarem a aflorar em todos os cantos onde seus pés delicadamente tocaram. Mas, deixaram o exemplo... acreditaram!

Lá em cima numa posição inversa... contemplam!

Sentem o júbilo de terem cumprido suas missões de vida, mesmo que suas consciências fossem violentadas na inocência que carregavam na alma, neste mundo imerso nas sombras. Seres adormecidos, mergulhados no mar da ilusão sendo levados pela corrente da maré submersa nesta imensidão de emoções e sensação ilusórias.

Ajudaram em suas limitadas capacidades de expressões a elevar a raça humana na Terra. Assistem compassivamente o alvorecer desta Nova Era. Sentem o que cada ser sobre o planeta vivenciam neste momento. E olham adiante, nas gerações futuras o advento de uma nova e renovadora civilização humana, onde a promissora raça inaugurará no plano terreno, o Reino da Luz.

Os que ainda permanecem no corpo carnal, seres daquela época, sentem as lágrimas cobrirem suas faces, ao relembrarem a força que os moveram por tantas décadas em suas caminhadas pelo fundo do rio, e quantos momentos dramáticos viveram durante seus conflitos internos. Sem saber quando seria o momento da revelação e como seria desfeito o véu que encobriam suas missões de vida.

O despertar em massa na humanidade ocorre diariamente. Millhares e milhões de seres acordam de um sono profundo, marcado por sonhos surreais e pesadelos que deixaram cicatrizes em seus corações. Seus olhos ainda não se acostumaram ao clarear do novo dia. Sentem o incômodo da aurora que desponta além de suas janelas. Precisam de tempo para se adequar aos primeiros raios do Sol que banham seus rostos ainda sonolentos.

Quando cada ser desperto, colocar seus pés fora do quarto escuro de forma alegre e assumir suas responsabilidades diante da vida irá deparar com um mundo, muito além das possibilidades vividas em seus sonhos. Poderá realizar durante o dia em plena consciência, aquilo que apenas sonhava durante a longa noite.

Por isso, corações amados... vamos acordar! O despertador já tocou há tempo.

Em retribuição e gratidão àquelas almas pioneiras que tanto esforço e dedicação doaram ao mundo, devemos honrar o compromisso que assumimos antes mesmo, de reencarnarmos neste mundo. Dar continuidade aos trabalhos destes que foram nossos irmãos e irmãs pioneiros no mundo da sombra, trazendo a Luz de seus corações sagrados.

Este é o momento da revelação. Cumpra-se o Plano Divino na Terra!

Unam-se como grandes irmãos... como almas irmãs... e transformem o mundo ancorando o Amor que une.... a Compreensão que unifica... a Fraternidade que unirá todos os Trabalhadores da Luz na Terra.

E nesta União de Trabalhadores da Luz, sejam Amor!

Paz na Terra.
Shima.


Postar um comentário

 
Top