0


“Meu guerreiro,

Saudações meu querido!

Estamos atentos a ti... e te ouvimos.

As suas indagações são baseadas em seus sentimentos que tão bem conhecemos e por isso trazemos-te alguns esclarecimentos...

O momento agora é muito “estressante” e confiamos que tu superes isto com a tua alma guerreira, que invocamos que reassuma esta condição de forma temporária. Entendes isto que te digo. Está tendo uma intensa oposição das forças que querem impedir o propósito da Luz para este plano terreno.

(...) Mestra Nada, 07/12/12 (Meu Guerreiro – Caminhando com o Mestre)”

Esta parte da mensagem recebida naquela época delimitava uma situação que ficou bem caracterizado neste pedido:

“...confiamos que tu superes isto com a tua alma guerreira, que invocamos que reassuma esta condição de forma temporária”.

“Reassumir” novamente a condição da alma guerreira tinha um significado marcante, porque havia um ano antes, deixado esta parte de mim aposentada e assumido o manto sagrado do tempo da Atlântida... a do sacerdote. E era, nessa situação que iniciava uma nova caminhada após a conclusão da minha peregrinação terrena em outubro de 2011.

Os trabalhos como sacerdote seria passar as novas instruções e revelações sobre a nossa peregrinação espiritual e compartilhar os momentos que marcam o nosso despertar da consciência e, como são os mundos de manifestação até a 6ª esfera de existência na senda da Luz.

Quando a GM estava em seus primeiros passos, começou a reação das trevas contra o propósito divino de estabelecer o novo reino da Luz em nosso planeta. Foi então, que a minha mentora espiritual se manifestou e trouxe a mensagem da Hierarquia Espiritual para mudar as metas e objetivos já traçados anteriormente. Uma guinada teria de ser feita, pois havia guardado no baú as armas do guerreiro milenar.

Era “duro” ter que reviver novamente as batalhas que acreditava ter deixado para trás, para os novos guerreiros da Luz. A missão agora seria conduzir estas novas Águias durante as grandes tormentas que iam se abater sobre todos, nesta GM e, levá-los no caminho correto da margem do Grande Rio. Muitas travessias seriam necessárias, pois a maioria estava na margem errada da correnteza.

O que tem ocorrido ao longo deste dois anos, foi algo “sui generis” tanto na vida material quanto na espiritual... e uma atuação dual em dois planos de existência foi cansativo, exaustivo e estressante. Houve de tudo um pouco e um pouco de tudo. As perdas foram imensas, mas muito foi restituído ao longo dos meses. As batalhas eram intensas e dolorosas, sem descanso. Eram diárias.

Em vários artigos ao longo deste tempo, foram mencionadas cada etapa e as fases que marcaram esta jornada das Águias, das Deusas e das Guerreiras e hoje, é com alegria que contemplo as Unidades das alas Femininas e Masculinas interagindo de forma maravilhosa, divina e celestial... são irmanados na vontade e desejo de servir à Luz em qualquer circunstâncias...

É sobre as histórias destas Deusas Guerreiras e Águias que estarei mencionando nos próximos artigos... pois, trazem neste enredo os lances dramáticos, tristes, chocantes e outras de alegrias e sorrisos, durante as operações de limpeza planetária, batalhas na Terra II, resgates de seres no astral, curas espirituais em vários níveis...

E, principalmente, as grandes batalhas e conflitos que travaram contra a Fraternidade Negra, o Comando Sinistro, as Forças Alienígenas e o Governo Oculto do planeta Terra, sem mencionar os confrontos contra as falanges trevosas, as bruxas malignas, os magos negros e também os feitiços, magias negras, encantamentos e os bombardeios energéticos que foram alvos constantes...

Serão narrados os momentos mágicos destas Deusas Guerreiras e dos Águias em seus rituais sagrados... nas suas jornadas diárias... os seus encontros de estudos e planejamentos... como de suas dúvidas, conflitos internos e os problemas do cotidiano, vivenciando as lutas entre o compromisso terreno e a missão espiritual....

Assim é a vida das Guerreiras e dos Guerreiros da Luz....

Em Amor e Luz,
Shima

Postar um comentário

 
Top