2
"Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Eu te darei as chaves do reino dos céus, tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus". (MT-16,V18e19)







Amados Corações,

Hoje – dia 28/12 – é um dia especial para mim em vários sentidos... em vários aspectos...

Ao mesmo tempo em que concluo algumas metas pessoais estabelecidas ao longo destes anos, após o meu regresso ao Brasil em 2006, também inicio uma nova etapa inteiramente promissora na minha jornada terrena.

Como já disse em diversas ocasiões que é bastante constrangedor falar das próprias experiências que vivenciei durante mais de meio século de vida, digo com sinceridade que é bastante gratificante saber que o fato de compartilhar esta caminhada espiritual com vocês, tem sido tanto construtivo como esclarecedor para compreender muitas pedras que encontramos pelo caminho...

Da mesma forma como dividi minhas lições de vida, também aprendi muito ao interagir com cada um de vocês, leitores e amigos – todos irmanados na Luz – que me trouxeram grandes alegrias ao saber que não estava tão só nesta peregrinação em busca da verdade interior... mas que milhares de pessoas davam seus passos no caminho da Luz!

Isto tudo me motivou a prosseguir na jornada – muitas vezes solitária – e sempre consciente das “pedradas” que ia levar adiante. Procurei sempre manter a transparência de tudo o que ocorria na minha vida, mencionando até as falhas que cometia causada por uma emoção profunda e outras pela fascinação que faziam parte do processo de descobertas...

Portanto, a intenção deste artigo é fazer um novo resumo do quadro geral com a conclusão da minha jornada pessoal neste plano físico, além de dar uma pequena dica sobre o nosso processo ascensional e a missão de vida que sacramenta um peregrino quando se alcança a sua Luz interior...



Que os “olhos” sejam a do Coração e, os “ouvidos” sejam os da Alma!

A Verdade se encontra na Luz,
A Vida flui através do Ser Interno,
Não há outro Caminho senão a do Amor!


A minha vida mística

Não há como prosseguir aqui sem falar do “lado místico” que marcou toda a minha vida e, foi um dos pontos que mais questionei. Para entender isso ao longo do texto é necessário colocar em ordem os acontecimentos significativos. Afinal, foi através dos “sinais” que consegui desvendar os maiores mistérios que envolvem a nossa peregrinação terrena.


Os ciclos foram de 7 em 7 anos e cada um destes marcaram uma fase na minha caminhada:

1964 – Aos sete anos tive o meu primeiro contato consciente com o meu querido Mestre e Mentor...

1971 – Aos 14 anos, o reencontro pessoal com o meu querido Mestre ocorre durante as minhas buscas por respostas... e durante dois anos, suas orientações e instruções abrem uma nova visão sobre a vida. As primeiras projeções astrais ocorrem nesta fase.

1978 – Aos 21 anos após uma série de eventos negativos, a interferência dos nossos “irmãos negros” bloqueiam todos os planos estabelecidos pelos meus Mentores para a minha futura missão de vida...

1985 – Aos 28 anos tenho uma visão sobre o meu futuro e a oportunidade de fazer uma escolha consciente. A decisão que tomei nesta época me levou para o Japão e às minhas origens espirituais. As grandes guinadas na vida de um peregrino acontecem nesta idade.

1992 – Aos 35 anos ocorre um renascimento na minha vida. Este evento aconteceu em Okinawa no mês de fevereiro e, se originou após o meu “quase” desencarne físico, quando tinha apenas 33 anos. Portanto, foi um processo que durou 2 anos e começou quando deixei o corpo físico e antes de atravessar um portal de Luz, fui trazido de volta e assisti à ligação dos meus cordões energéticos com o corpo carnal.

Então a partir deste evento ocorrido em 1990, a minha vida tomou um rumo totalmente inesperado... pois comecei a seguir dois percursos na minha jornada espiritual... um caminho relacionava à minha missão de vida e o outro seria um processo de iniciação...


1990 – A 1ª Iniciação. Relaciona-se a um renascimento. É um evento transcendental.


1997 – A 2ª Iniciação. A consciência sobre uma missão espiritual é sentida. A escolha é entre dois caminhos. “Não se pode servir a dois Senhores!”. É o chamado da alma.


2004 – A 3ª Iniciação. É o despertar da consciência espiritual. O Eu Superior se manifesta. Segue o caminho do discipulado. “Quando o discípulo está pronto, o Mestre aparece!”. É a Lei.


2011 – A 4ª Iniciação. A conclusão da jornada terrena é consumada. O retorno ao Lar é a porta aberta. É a Ascensão. O Serviço à Luz é oferecido ao candidato à 5ª Iniciação e deve ser feito junto à Humanidade no plano físico.


Isto nos leva ao próximo passo:


2018 – A 5ª Iniciação. A Missão e Propósito Divino devem ser concluídos e o Iniciado recebe o “Cetro” de Mestre da Sabedoria e se torna Um com a Hierarquia Espiritual. (Esta é a fase atual que estou percorrendo).

As Sextas e Sétimas Iniciações estão além deste ciclo evolutivo da Humanidade, e nada pode ser revelado ainda sobre estes processos.

Voltando ao ponto inicial, temos a seguir:

1999 – Aos 42 anos surgem várias descobertas sobre a minha vida através dos gráficos que haviam sidos feitos em 1992, depois do meu retorno de Okinawa. Ali naqueles dados anotados após uma série de pesquisas e estudos, estavam escritos todas as fases da minha jornada e os futuros acontecimentos que iam ocorrer comigo. Senti nesta época que a minha vida estava escrito nas “estrelas”... literalmente!

2006 – Aos 49 anos fechava um grande ciclo na minha vida pessoal, material e espiritual. A peregrinação em solo japonês estava encerrada e fui liberado para retornar ao Brasil. Viveria os primeiros dois anos mais dramáticos da minha vida.

2013 – Aos 56 anos seria o tão esperado “retorno ao Lar”, mas um pedido do meu querido Mestre é aceito e decido permanecer por mais 7 anos em mais uma Missão Especial a Serviço da Luz. E com essa decisão entro no processo Iniciático que é a meta maior de todo Discípulo: seguir seu Mestre!

O período de 1978 a 1990 marca um tempo de 12 anos em “estado de suspensão” devido aos ataques desferidos pelo lado das Trevas. O reinício deveria seguir o ciclo astronômico e zodiacal, senão todo o trabalho estaria “perdido” e o “ponto zero” foi estabelecido em 1990 com um novo “renascimento”.

A minha missão de vida estava programado para começar no ano de 1992 e o “atraso de 12 anos” seria compensado no futuro, após ser refeito todo o processo anterior. Por isso, a necessidade das Iniciações em paralelo com a continuidade da minha caminhada original.

Houve também os procedimentos “cirúrgicos” a nível espiritual, feitos pelos membros da equipe do Comando Ashtar, para a retirada de implantes energéticos e a ativação do meu DNA, dos Chackras, da Kundalini, do hemisfério cerebral direito e do alinhamento de outros corpos sutis – Eus energéticos – que estavam além da minha compreensão.



Acontecimentos surpreendentes

Além dos fatos narrados anteriormente, devo mencionar os eventos que causaram verdadeiros “terremotos” e ocasionaram as guinadas na minha vida...

Foi no ano de 1990 que as “coincidências” começaram a deixar de serem “casuais” e se tornarem “causais”. Neste período os acontecimentos foram mudando a minha forma de pensar, porque as confirmações foram surgindo uma após a outra. Começou então a época de “quebrar os paradigmas” de tudo o que considerava certo e real na minha existência física.
Em agosto, na ilha de Okinawa, fiquei atônito ao descobrir as imagens que desenhava quando era adolescente. Eram as paisagens daquela ilha e este fato confirmou as minhas ligações com o passado daquele local e as minhas vidas em outras épocas. A revelação mais surpreendente foi sobre a minha última vida em Okinawa durante a batalha final da Segunda Guerra Mundial, e a decisão que tomei ocasionou o término do conflito de forma trágica, que somente foi revelado quando retornei ao Brasil em 2006.

Em 1991 ocorreu um novo fato transcendental que evitou uma tragédia. E apenas em 2006 seria revelado o que tinha acontecido e a intervenção “extrafísica” que foi necessária. Houve a materialização de uma “parede energética” que evitou a minha morte física.
O sonho de conhecer o Monte Fuji foi realizado em julho deste ano e jamais poderia imaginar que este evento mudaria toda a minha estadia naquele país do Sol Nascente. Foi a minha primeira peregrinação espiritual no Japão. Somente 16 anos depois seria revelado o lado oculto deste acontecimento.

Em 1992 ocorreu o desvendamento sobre os meus conflitos existenciais. Neste ano iniciou-se de forma consciente a busca por uma resposta e foi o começo da minha peregrinação espiritual pelo Japão. A visita aos santuários e locais sagrados tornou-se parte da minha rotina em solo japonês.

Em 1993 começou o contato com um Mestre japonês no plano espiritual e por dois anos recebi instruções e orientações sobre como Servir à Luz. Meus encontros com ele abriu novas perspectivas na minha jornada, através dos ensinamentos sobre o mundo existencial após a morte física. Foi dele uma orientação que se tornou fundamental na minha missão de vida: a paciência e a persistência baseada na disciplina.

Em 1994 entrei em contato com os extraterrestres sem saber que pertenciam ao Comando Ashtar, pois eu desconhecia a existência do querido Comandante, embora eu já tivesse avistado naves desde a minha infância e achava isto natural. As informações deles me ajudaram muito nas fases críticas durante as crises que estouravam nos meus relacionamentos e nos meus trabalhos nas fábricas japonesas.

Em 1998 passei a viver a pior experiência pessoal no Japão. Toda a minha estrutura profissional e financeira simplesmente desintegrou-se. Este acontecimento me levaria de volta ao Brasil no ano seguinte e à certeza de que a minha vida tinha algo a ver com uma missão espiritual.

Em 1999 uma descoberta sobre a minha vida, ocasiona uma mudança radical na forma como vivia até então. Foi chocante e causou uma transformação interna sem precedentes em tudo o que acreditava como real e verdadeiro. Pensamentos e sentimentos entraram em conflito. Ocorreu a maior “batalha” interior entre a minha personalidade e a minha alma.

Em maio do ano de 2000 ocorre um novo terremoto na minha vida. Foi necessário um retiro de 3 dias numa cidade do interior de Goiás para me recompor e encontrar o foco da minha existência. Acontecimentos subsequentes surgem como “sinais” de que algo extraordinário estava prestes a ocorrer. Antes do final do ano o meu Mentor espiritual me avisa de que precisaria retornar ao Japão.

Antes da viagem ao Japão em janeiro de 2001, avisto uma imensa nave do Comando em Marília, uma cidade do interior paulista, onde estava hospedado. Este evento seria o desencadeador de uma nova busca em território japonês e esse desvendamento somente ocorreria através da Internet depois de intensas pesquisas. Somente no final de 2003 consigo encontrar as respostas.

Em fevereiro de 2004, através de uma mensagem enviada pelo Comando Ashtar, ocorre o meu despertar espiritual. A minha conexão com o Eu Superior acontece e a minha vida sofre as mais surpreendentes viradas e jamais seria a mesma.

Numa sequência de fatos, passo a ter contatos com os Anjos do 4º Raio – a Legião Branca – que revelam a minha missão de vida... Foi neste encontro que ficou esclarecido os meus dilemas de infância e as razões dos meus questionamentos naquela idade.

Uma semana depois, sou levado ao encontro dos Anjos do 7º Raio – Templo Violeta – e recebo instruções sobre o Fogo Sagrado e sobre um encontro futuro com o Mestre Saint Germain que acaba ocorrendo um ano depois. Um ensinamento deste Regente da Nova Era mudou todo o meu conhecimento sobre a ciência sagrada.

No mesmo mês, fui levado para dentro de uma nave numa projeção de consciência e depois para uma Nave-Mãe, onde a revelação sobre a minha origem estelar é confirmada. Um ano depois retorno a esta mesma “base extraterrestre” e reconheço os membros como “meus velhos companheiros e irmãos” nesta eterna viagem cósmica.

É dos membros do Comando Ashtar que recebo também o “símbolo” da minha Família Espiritual e a minha Linhagem Divina. Esta revelação sela de vez todo o sentido da minha existência terrena e define o propósito da minha missão como alma peregrina. A minha origem estelar e cósmica é confirmada por meus Mentores espirituais.

O encontro consciente com o meu Eu Superior ocorre depois destes eventos e recebo Dele, uma orientação específica sobre os passos futuros da minha caminhada e a linha de ensinamentos que devo seguir. A minha conexão com Ele se consolida e entro em comunhão permanente com a sua Consciência.

Durante todo o ano de 2004, o processo de aprendizado e lembranças de vidas passadas é acelerado. As informações sempre estão relacionadas à futura missão de vida. Estas instruções são codificadas e formam um grande quebra-cabeça. Ao longo dos anos o meu trabalho é desvendar peça por peça, esse emaranhado de mistérios e segredos.

A última etapa do processo de ativação do lado direito do hemisfério cerebral é concluída em agosto de 2004. A expansão da minha consciência é um fato também surpreendente. As experiências multidimensionais ultrapassam qualquer conhecimento humano.

Já em janeiro de 2005 recebo uma autorização do Tribunal do Conselho Cármico para iniciar as minhas atividades missionárias. A surpresa ficou por conta da intervenção pessoal da Mestra Nada, atuando a meu favor e confirmando os treinamentos que foram feitos por Ela, me preparando para a futura Missão.

Em fevereiro deste mesmo ano reencontro o meu querido Mestre com quem convivo diariamente por duas semanas, e durante este período recebo várias orientações sobre o novo trabalho que devo fazer e duas revelações surpreendentes. Uma sobre uma encarnação há dois mil anos ao lado Dele e outra, numa visão, Ele mostra como seria o tão esperado retorno ao plano físico.

A partir de março de 2005 até os dias atuais, são publicadas centenas de textos e artigos sobre os ensinamentos dos Mestres Ascencionados e da Hierarquia Espiritual da Terra. São mencionadas a existência e a atuação do Tribunal do Conselho Cármico e também dos trabalhos desenvolvidos pelo Comando Ashtar e a Operação Resgate junto à Humanidade Terrena.

Estes trabalhos são publicados ao longo dos anos sob vários títulos: Reconstruindo a Ponte, Caminhando com o Mestre, Retorno ao Lar I e Retorno ao Lar II, Uma lição chamada... Vida!, Momentos Mágicos, Minhas Reflexões!, Comando Ashtar, Fóruns sobre o Amor, A Operação Resgate, Comunidade Grupo Consciência, Pensamentos... de Amor!, Despertar da Consciência,  Projeção Astral, As Pedras no caminho, Falando de Espiritualidade e Memórias de um Ex-dekassegui. A evolução espiritual é a base de todas as publicações.

Em maio deste ano, já em Okinawa, vivencio as mais surpreendentes experiências com o Comando Ashtar. Além da abertura do primeiro Portal de Luz – resgate de seres -, são feitos vários testes com os meus corpos sutis, clarividência e as projeções de consciências em níveis elevados de percepção. A maior surpresa foi por conta do teste com um Corpo de Luz, que teve êxito total.

Em junho, retorno ao Brasil por uns dias para fazer o desligamento espiritual do meu pai. Essa experiência marca definitivamente o meu processo de consciência no nível astral. A partir daí, entro no trabalho de desenvolvimento da expansão da consciência mental no plano superior. A lucidez é tudo o que Eles pedem que se adquira de forma consciente, pois o discernimento que irei precisar na futura Missão é de fundamental importância.

Em outubro de 2005 aconteceu o meu primeiro encontro pessoal com o Arcanjo Michah, o Criador do nosso Universo – Nosso Pai Celestial. É Dele que recebo a informação sobre o Novo Decreto Divino e tenho a consciência total relacionado ao Plano Divino estabelecido para a nossa Humanidade. Os encontros com Ele foram diários e duraram 3 semanas. No último encontro recebo Dele, a missão de participar dos eventos futuros.

Em dezembro daquele ano, participo da abertura de um grande Portal de Luz na África. A partir deste evento, vários Portais são abertos ao longo dos anos seguintes. A participação na Operação Resgate do Comando Ashtar se intensifica e o aprendizado é amplo e profundo. Ao lado do querido Comandante, o meu conhecimento sobre a espiritualidade e a evolução humana alcança um nível de compreensão que jamais havia sonhado.

No ano seguinte, em janeiro de 2006 durante a reunião anual do Tribunal do Conselho Cármico, ocorre o Grande Conclave do Advento do Cristo Cósmico. No final deste encontro sou chamado para receber o “Cristal” que contém a senha e o código para a abertura dos Portais de Luz para a ancoragem do Cristo em nosso plano terreno. Este segredo é mantido até outubro do ano de 2012, quando este trabalho é realizado e concluído com pleno sucesso.

Em julho de 2006 recebo a autorização para retornar definitivamente para o Brasil. Entre as orientações que recebo, inclui o meu “mergulho” total na densidade física, onde deveria percorrer a “escuridão” de forma consciente e lúcida. Era a maior prova para um Discipulo, a de manter a Luz Interior em permanente estado de vibração e em harmonia com o Propósito Divino.

A meu pedido, é concedido o meu afastamento por dois anos do Serviço à Luz, devido aos ataques fulminantes das Forças das Trevas. Durante este período, o meu envolvimento com os nossos Irmãos Negros é marcado por conflitos, batalhas no plano astral, resgates nos confins dos abismos em fundos dos oceanos, confrontos com as falanges de seres do submundo astral, encontros com os Magos Negros e o uso da Magia Branca contra a Magia Negra.

Com a atuação das Forças da Luz – principalmente através da escolta do Comando Ashtar -, foi possível sair ileso e vivo deste “mergulho”. Milhões de seres foram resgatados e milhares de outros seres foram trazidos de volta à Luz.

Ao final deste período turbulento e dramático – que ultrapassou o tempo concedido - fiz novamente um pedido ao Tribunal do Conselho Cármico para que aceitassem o meu retorno ao Serviço à Luz e à minha Missão. A Hierarquia Divina autorizou a minha volta e recebi um novo trabalho que deveria ser feito durante um ano. A partir de janeiro de 2011 assumi a nova função. Concluir o meu processo iniciático.

Em outubro de 2011 após ter a minha vida pessoal devastada novamente, consigo concluir a quarta iniciação. Em consequência disto, recebo um pedido pessoal do meu querido Mestre para permanecer no plano físico por mais sete anos e cumprir uma nova Missão, que seria revelada posteriormente. Aceito.

Em janeiro de 2012 diante do Tribunal do Conselho Cármico, sou investido numa cerimônia para um trabalho junto à Hierarquia Espiritual que governa a Humanidade. A Grande Missão então começa a dar os seus primeiros passos.

Os primeiros sete meses são dedicados à preparação dos meus corpos físico e sutis – sutilização e alinhamentos – que são necessários para a elevação do padrão vibratório. Auxiliado e amparado por meus Mentores Espirituais e por meu querido Mestre, recebo também a ajuda fundamental dos Senhores do Carma para a limpeza total de todos os resíduos cármicos ainda existentes nos meus corpos sutis e no corpo físico. Este processo termina em junho de 2012.

É no final deste mês que reencontro novamente com o meu querido Mestre e recebo a revelação do local e do advento Dele neste plano físico. Mais uma vez visualizo a Visão complementar que Ele havia me mostrado em 2005. O momento havia chegado!

No mês de agosto, sou orientado a me preparar para uma emergência. Este assunto será revelado posteriormente, e foi um evento que mudou todo o curso dos acontecimentos previstos para ocorrer no final de 2012 de forma negativa. A atuação das Forças da Luz, intervindo neste acontecimento evitou uma tragédia na Humanidade.

Foi também neste mês que a Intervenção Divina foi decretada por Ordem do Criador. Que o advento do Cristo Cósmico seja realizado em Paz e o Plano Divino seja estabelecido na Terra.

No final de setembro de 2012, recebo a orientação do meu querido Mestre sobre a descida Dele no plano físico e que devia me preparar para este evento, além de realizar os trabalhos necessários para o pleno sucesso da descida do Cristo Cósmico.

Estes trabalhos faziam parte da Grande Missão que havia recebido diretamente da Hierarquia Espiritual. A abertura de todos os Portais de Luz ligados à Ancoragem da Energia Crística e da qual eu mesmo era o Guardião nestes últimos dois mil anos.

Os Portais de Luz abertos em Portugal e Brasil faziam parte desta Missão.

Em dezembro de 2012 a Missão é concluída com êxito com a ancoragem da Consciência Física Dele num corpo carnal de um dos seus Discípulos.

É a partir deste momento que a Nova Era começa.

Com a Presença do Cristo entre nós!

A Paz esteja convosco!!!

Shima.



Copyright © 2012-2013. Por Caminhando com o Mestre. Todos os direitos reservados. É dada permissão para copiar e distribuir este material contanto que o conteúdo seja transmitido integralmente e sem alteração, o autor seja creditado, seja distribuído gratuitamente, e esta nota de direitos e o link sejam incluídos. 


Postar um comentário

 
Top