3
Cachoeira - Bolhas de luz

Amados Corações,

Muitos de vocês estão a perguntar-se o que fazer agora!

O novo momento em que estamos a viver é uma realidade transcendental e é este fato que causa certa confusão mental, emocional e psicológica. O cérebro físico ainda não consegue processar essas informações inovadoras que chegam a todo instante em nossa mente e em nosso coração.

Lembrem-se meus amados,

Este processo que cada um vive atualmente começou a se intensificar a partir da ativação do código 11.11.11 (vide artigo O Soar das Trombetas), e desde então uma bela caminhada se abriu diante de todos vocês. Ao longo do ano muitas mudanças passaram a ocorrer na vida individual das pessoas comprometidas com sua missão espiritual.

E foi neste período que muitos dos Servidores da Luz fizeram suas escolhas diante dos acontecimentos que surgiram em suas vidas. Viveram novas experiências em níveis sutis, sofreram transformações interiores que soaram como um chamado da Alma. Perceberam em muitas situações, que o mundo em volta não respondia mais aos seus anseios... aos seus questionamentos!

As ilusões do nosso plano terreno se tornaram mais evidentes, mostrando que essa realidade não correspondia à busca interna de vocês, e foram se tornando mais conscientes de si mesmos. Isso aconteceu com muitos, e muitos acordaram para a necessidade de transmutar essas “dores” e “sofrimentos” em uma compreensão mais profunda. O desejo de entender o que o coração sentia!

A confusão mental foi o primeiro ponto a ser trabalhado, pois o discernimento, mesmo que inconsciente se manifestava para dar um novo rumo na vida de cada um. Logo em seguida surgiu o conflito emocional. Aí, o “bicho” pegou! Foi interessante a luta interior para superar todos os aspectos do sentimento de “apego”. O que era um tabu na vida de muitas pessoas tornou-se o ponto fundamental para prosseguir na caminhada.

A situação tornou-se dramática em alguns casos, em outras, a maioria entendeu que esse mecanismo de “desapegar”, não era somente um botão para se apertar e tudo se desligaria automaticamente. Não, compreenderam o tamanho do “problema” que tinham que trabalhar interiormente e, isso trouxe novos paradigmas para serem transcendidos.

A “grande ilusão” já era uma realidade consciente na vida de muitos Servidores da Luz.

A quebra de paradigmas é um aspecto psicológico e precisa ser feito com cautela, delicadeza e sensibilidade. Uma mudança neste ponto causa “efeitos colaterais” e muitas pessoas não estão prontas para esta mudança. As consequências podem ser danosas em termos de depressão, carência, solidão. Não se devem dar os passos neste rumo, sem uma compreensão maior sobre os desdobramentos de uma decisão pessoal que afeta a vida de muitas outras pessoas ao nosso redor.

Aqui ocorreu a “falha” na escolha de muitos Servidores da Luz...

Portanto, vamos falar disso... do que aconteceu...

Meus Anjos de Luz,


A palavra “necessidade” foi a tônica que marcou os passos de muitos nesta longa caminhada em busca da Verdade Interior, que traria a Luz para iluminar a jornada individual de cada Alma peregrina. Esta necessidade ficou latente nas mentes e corações.

A “sede” e a “fome” por novos conhecimentos, informações e mensagens que pudessem saciar esta necessidade levou muitos dos nossos Servidores da Luz a cair em armadilhas sutilmente montadas por nossos irmãos da Fraternidade Negra. Esta foi a “Grande Batalha” que ocorreu ao longo destes anos, principalmente no último agora.

Esses Irmãos Negros se infiltraram em quase todas as comunidades e sites da Internet e se “camuflaram” em Irmãos da Luz, levando “conhecimentos, informações e mensagens” que acabaram gerando verdadeiros conflitos interiores nas mentes e corações dos Servidores da Luz.

As “mensagens” subliminares se intensificaram durante todo o ano de 2012, pois uma poderosa egrégora havia sido montada para o mês de dezembro, a fim de causar o maior dano possível no Grupo dos Servidores da Luz (atentem para esta expressão que uso aqui), e com isso impedir a implantação da Nova Era em nosso plano terreno.

Neste período foi possível apenas fazer os alertas, mas a tendência natural do ser humano é “ver para crer” e isto está tão cristalizado na mente que dificultou em muitos casos, a mudança interior na maioria dos Servidores, retardando o processo de despertar em massa preparada para a Humanidade atual.

No Plano Interno da Hierarquia Espiritual foram feitas várias mudanças para que essa “egrégora” fosse aproveitada em benefício da Luz e, um processo foi implantado ao longo dos últimos oito anos, com a atuação de vários grupos de Trabalhadores da Luz (terapeutas, canalizadores, instrutores, mensageiros, “voluntários da Luz” e muitos outros que encarnaram para este propósito), que conseguiram desenvolver e expandir novos métodos de serviço à Luz.

Foram essas mudanças que alteraram todo o curso dos acontecimentos que estavam ligados à egrégora do “fim do mundo”, e que estava programada para gerar o pânico nas pessoas. Isto era o objetivo principal da Fraternidade Negra. Caso funcionasse, o processo ascensional da Humanidade estaria prejudicado novamente, como fizeram isso no último ciclo, milhares de anos atrás.

Neste “conflito” entre a Luz e as Trevas, o uso do mecanismo de “apego” foi muito utilizado pelos nossos Irmãos Negros.

A palavra chave para superar esta “armadilha” foi dita há muito tempo: “Não poderá servir a dois Senhores!”

A reflexão interior seria então de fundamental importância para vencer esta “batalha” e o discernimento seria a “arma” decisiva. O “discernimento” é a Espada da Luz!

Para evitar que os Servidores da Luz pudessem entrar no “Plano Interno”, onde encontrariam suas respostas para o dilema da Vida, os Irmãos Negros, criaram várias situações que interferiram na vida pessoal, familiar e profissional de muitos peregrinos, causando verdadeiros terremotos em suas vidas, e com isso não “dar tempo” para ninguém pensar sobre as verdadeiras causas dos seus conflitos e problemas. Impediam assim, a caminhada do Servidor da Luz.

Na velocidade dos acontecimentos que ocorriam à sua volta, o peregrino se “perdeu” muitas vezes pelo caminho e para recuperar isso e saciar a “sede” e “fome”, acabou pegando o “atalho” errado e se desviou da verdadeira missão de suas vidas. Ao se dar conta de que “algo” não se conectava com a sua consciência interna, inclusive suas crenças e valores, simplesmente deixou de caminhar.

O momento agora não é justificar “erros” e “acertos”, mas entender que tudo na vida tinha um propósito individual para cada alma peregrina. Foi um aprendizado marcante e profundo. Os sinais são evidentes em todas essas vivências pessoais. Cabe agora, aos Servidores da Luz, entender tudo isso e assumir suas verdadeiras funções diante do mundo em que vivem.

O Serviço à Luz

A reflexão interior que é deixada aqui para cada um dos Servidores da Luz é que comecem de forma consciente a serem o que sempre foram: Seres de Luz!

E todas as Almas Estelares são Anjos de Luz, e somos todos “Um” diante da Grande Missão que nos é reservada a cumprir nesta nova etapa que começou agora. Servir é a palavra de Ordem!

Muitos esperam algo fenomenal ou transcendental para começarem o seu serviço na missão individual. Esqueçam isso. Deve sim, fazer de suas vidas e da sua rotina diária o exemplo de edificar a nova civilização e a nova humanidade que está despontando em cada Coração de Luz.

E, para isso basta praticar constantemente em todos os momentos sem se importar com as circunstâncias e, muitos menos julgar ou criticar... mas simplesmente ser Amor!

O Servidor da Luz é Amor em Ação!

Seja você também a Luz da Nova Era...

E, Luz... é Amor!

A Paz esteja em cada Coração,

Shima


Copyright © 2012-2013. Por Matéria Sublime e Caminhando com o Mestre.Todos os direitos reservados. É dada permissão para copiar e distribuir este material contanto que o conteúdo seja transmitido integralmente e sem alteração, o autor seja creditado, seja distribuído gratuitamente, e esta nota de direitos e o link sejam incluídos. 

 

Postar um comentário

 
Top