0



                               
   


Há hoje uma expectativa crescente em relação ao regresso do "Instrutor Mundial", aquele que vem, que retornará para conduzir a humanidade para uma nova era e uma consciência mais elevada. Com efeito, alguns defendem que o Cristo já reapareceu em forma física e tem sido "visto" em vários locais do mundo.

Todavia, os ensinamentos do Mestre Tibetano, transmitidos nos livros de Alice A. Bailey, esclarecem que a própria humanidade deve primeiro criar condições na consciência e nos assuntos mundiais, indispensáveis ao aparecimento físico final do Cristo.

Quando estiver restaurada uma certa medida de paz sobre a Terra, quando a partilha começar a governar os assuntos económicos, e quando as igrejas e os grupos políticos tiverem começado a limpar a casa, o Cristo será então trazido até ao campo do Seu trabalho.

O Cristo será conhecido pelo trabalho que fizer, pela influência mundial que Ele manejar e pela sua competência para operar com e através de todos os indivíduos e de todos os grupos que se tenham preparado para o serviço mundial. O Cristo não será "aclamado nem proclamado", nem por si, nem por qualquer outro indivíduo ou grupo.

Este é um período de preparação tanto para uma nova civilização e cultura dentro de uma nova ordem mundial, como também para a vinda de uma nova dispensação espiritual.

A humanidade não está a prosseguir um percurso sem projecto. Existe um Plano divino no Cosmos, do qual somos uma parte. No final de uma era, os recursos humanos e as instituições estabelecidas parecem inadequadas para satisfazer os problemas e necessidades mundiais. Numa tal época, é antecipado o advento de um Instrutor, um dirigente espiritual ou Avatar, que é invocado pelas gentes humanas em toda a parte no mundo.

Hoje, milhões aguardam o reaparecimento do Instrutor Mundial, o Cristo, não só os de fé cristã como ainda de todas as crenças, que esperam o Avatar sob outras designações - o Senhor Maitreya, Krishna, Messias, Imã Mahdi ou o Bodhisattva.

O fascínio e a distorção envolvem este facto central da resposta divina à necessidade humana. Isto é inevitável mas sem importância. O facto da transição para uma nova era é importante. É necessária a preparação dos seres humanos de boa vontade para introduzir novos valores de vida, novos padrões de comportamento, novas atitudes de não separatividade e de cooperação, conduzindo a relações humanas correctas e a um mundo em paz.

O Instrutor mundial que chega ocupar-se-á, não com o resultado do erro passado e da imperfeição, mas com as exigências duma nova ordem mundial e com a reorganização da estrutura social.

A BVM distribui literatura informativa e educacional sobre estas matérias. A Grande Invocação , uma oração mundial, é distribuída em muitos idiomas e dialectos à escala mundial. A BVM também coopera na organização do Dia Mundial de Invocação , com especial incidência na utilização mundial da Grande Invocação.

Ao longo dos tempos tem havido muitos mensageiros manifestando se através de uma ou outra das grandes religiões mundiais, ou seguidos por uma nova forma de religião, baseada na nova revelação.

A revelação divina e o aparecimento periódico de mensageiros, ou Avatares, ocorre contudo, de acordo com as leis cósmicas, quando existem certas condições dentro do esquema total, que são afectadas por, e por sua vez afectam, todas as partes, sejam elas grandes ou pequenas. É então posta em marcha uma cadeia de acontecimentos, que segundo a lei devem por fim manifestar-se.

A iminência do reaparecimento do Cristo é sentida e esperada por muitos, pertencendo Ele a toda a humanidade, independentemente das diferentes religiões, dogmas ou doutrinas. "Aquele por quem todos os homens esperam" determinará Ele Próprio a maneira e o momento do Seu aparecimento e a área do Seu trabalho, de modo a não criar divisões ou separações entre os homens, sejam elas religiosas, sociais ou ideológicas. 

Ele vem não só como o Filho Primogénito de Deus, mas também como a Cabeça da Hierarquia espiritual, o governo interno do planeta. Por isso, Ele é um grande executivo mundial, representando o Reino de Deus e cumprindo uma função específica no mundo dos homens. Ele vem para estabelecer, através do ensinamento e do exemplo no serviço mundial, os princípios sobre os quais um mundo unido, interdependente e interactivo poderá criar os seus novos sistemas materiais e as suas instituições espirituais para a nova civilização.

A preparação desta segunda vinda é da responsabilidade da humanidade; aqueles que conhecem e aceitam o regresso iminente do Cristo devem preparar as mentes e os corações dos homens para reconhecê-Lo, recebê-Lo e para criar as condições de equilíbrio e alinhamento espiritual que o farão por fim avançar até nós. Porque seja qual for a mensagem ou a revelação que Cristo possa personificar quando vier, seja qual for o princípio ou energia que Ele possa ancorar na Terra para uso humano, não virá para salvar a humanidade dos resultados dos seus próprios pecados, mas sim, uma vez mais, para mostrar à humanidade a forma de se salvar a si própria, à luz das novas condições e das novas oportunidades que se oferecem ao mundo.

                

NOTA IMPORTANTE: Há décadas que os fiéis dos dois hemisférios da Terra aguardam o regresso do Avatar que representa o segundo aspecto da Trindade Divina, o Filho. Ele revela e exprime o Amor de Deus e Deus como Amor. 

Ele é o Chefe do Departamento do Ensinamento, a fonte de onde provêm todas as correntes da religião, da filosofia e da educação. Conforme as tradições, Ele é conhecido sob várias designações: por exemplo, como o Cristo, o Senhor Maitreya, o Imã Mahdi, Vishnu ou o Boddhisattva.

Na Grande Invocação, em toda a obra do Mestre Tibetano ou da Boa Vontade Mundial, bem como em todos os textos por nós editados, onde se lê Cristo deve usar-se, pensar-se, ler-se, a designação que estiver mais de acordo com as convicções íntimas de cada um. Este grande Ser é o Elo comum e o traço de união que pode, e deve, unir todos os seres humanos numa aspiração espiritual comum e a uma só voz.

Curta descrição do livro O Reaparecimento do Cristo (The Reappearance of the Christ),

 de Alice A. Bailey

Postar um comentário

 
Top